Menu

75º aniversário do “Dia D” reúne líderes mundiais na Inglaterra

Representantes ingleses, dos Estados Unidos, Alemanha e França, compareceram ao evento

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners

Nesta quarta-feira, dia 5 de junho, em comemoração ao 75º aniversário da maior invasão marítima da história e que ajudou a encerrar a Segunda Guerra Mundial, líderes de todo o mundo estão na Inglaterra.

Rainha da Inglaterra, Elizabeth, ao lado do presidente dos EUA, Donald Trump, da chanceler alemã, Angela Merkel, e do presidente da França, Emanuel Macron, prestaram homenagem aos veteranos que partiram de Portsmouth até a Normandia. À época, 150 mil soldados participaram da invasão que libertaria a Europa da opressão nazista.

Um dos marinheiros britânicos, Bert Edwards, deu depoimento e disse “todos nós tínhamos um papel a desempenhar – eu não estava nervoso – eu estava apreensivo como todos os outros”, relembrou.

Donald Trump, em entrevista coletiva, afirmou aos jornalistas que “há 75 anos, americanos patriotas e britânicos partiram da ilha de Portsmouth rumo à batalha mais importante da história”.

Sara Rodrigues

Sara iniciou a carreira jornalística como estagiária da Agência do Rádio, em 2014. Foi repórter da UnBTV durante 1 ano e 6 meses e retornou para a redação da ARB como repórter. É responsável pela coluna Diversão em Pauta, e cobre Política Internacional.


Cadastre-se

Nesta quarta-feira, dia 5 de junho, em comemoração ao 75º aniversário da maior invasão marítima da história e que ajudou a encerrar a Segunda Guerra Mundial, líderes de todo o mundo estão na Inglaterra.

Rainha da Inglaterra, Elizabeth, ao lado do presidente dos EUA, Donald Trump, da chanceler alemã, Angela Merkel, e do presidente da França, Emanuel Macron, prestaram homenagem aos veteranos que partiram de Portsmouth até a Normandia. À época, 150 mil soldados participaram da invasão que libertaria a Europa da opressão nazista.

Um dos marinheiros britânicos, Bert Edwards, deu depoimento e disse “todos nós tínhamos um papel a desempenhar – eu não estava nervoso – eu estava apreensivo como todos os outros”, relembrou.

Donald Trump, em entrevista coletiva, afirmou aos jornalistas que “há 75 anos, americanos patriotas e britânicos partiram da ilha de Portsmouth rumo à batalha mais importante da história”.

Reportagem, Sara Rodrigues