Menu

Na Argentina, Guedes afirma que acordo entre Mercosul e UE deve sair em 'algumas semanas'

Segundo ministro da Economia, um possível tratado entre os blocos deve abrir comércio de carnes, açúcar e produtos industriais.

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Foto: Marcos Corrêa/PR

O acordo entre o Mercosul e a União Europeia deve sair em três ou quatro semanas, segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (6) em frente à Casa Rosada, sede governo argentino, em vista oficial do presidente Jair Bolsonaro e ministros à Buenos Aires.

De acordo com Guedes, o tratado pode abrir dois blocos para o mercado: o Mercosul vende carne bovina, frango e açúcar, enquanto a União Europeia comercializa produtos industriais aos sul-americanos.

Em declaração à imprensa, o presidente Jair Bolsonaro e o líder argentino Maurício Macri compartilharam que a assinatura iminente do tratado é necessária para suavizar o “drama humanitário na Venezuela”.

Sara Rodrigues

Sara iniciou a carreira jornalística como estagiária da Agência do Rádio, em 2014. Foi repórter da UnBTV durante 1 ano e 6 meses e retornou para a redação da ARB como repórter. É responsável pela coluna Diversão em Pauta, e cobre Política Internacional.


Cadastre-se

O acordo entre o Mercosul e a União Europeia deve sair em três ou quatro semanas, segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (6) em frente à Casa Rosada, sede governo argentino, em vista oficial do presidente Jair Bolsonaro e ministros à Buenos Aires.

De acordo com Guedes, o tratado pode abrir dois blocos para o mercado: o Mercosul vende carne bovina, frango e açúcar, enquanto a União Europeia comercializa produtos industriais aos sul-americanos.

Em declaração à imprensa, o presidente Jair Bolsonaro e o líder argentino Maurício Macri compartilharam que a assinatura iminente do tratado é necessária para suavizar o “drama humanitário na Venezuela”.

Reportagem, Sara Rodrigues