Menu

ACRE: Dia D para prevenção do HIV terá ações de testagem rápida e arrecadação de leite

Uma das ações, a “Fique Sabendo” vai ofertar nos dias 27 e 28 de fevereiro testagens rápidas para a população em geral.

Banners
Foto: Divulgação internet

Nesta quarta-feira (27), o Acre lança o Dia D, data em que o estado promove campanhas de prevenção do HIV/aids para o período de carnaval. Uma das ações, a “Fique Sabendo” vai ofertar nos dias 27 e 28 de fevereiro testagens rápidas para a população em geral. Outra mobilização vai arrecadar latas de leite integral, que serão doadas a crianças expostas ao HIV, filhos de mães que vivem com aids. Quem levar a lata de leite poderá trocar por um abadá e participar do Bloco da Prevenção, em Rio Branco.

Todas as ações serão desenvolvidas a partir das nove da manhã, na sede da Secretaria de Saúde do Acre, que fica na Rua Benjamin Constant. Em 2018, a capital registrou 116 novos diagnósticos de HIV. Ao todo, o Acre confirmou 160 novos casos do vírus no ano passado, a mesma quantidade registrada no ano anterior. Os dados são da Secretaria de Saúde do estado. A gerente da Divisão de Doenças Sexualmente Transmissíveis do Acre, Carminha Guimarães, alerta para a importância da prevenção.

“Nós percebemos que o número de casos de HIV/aids vem aumentando, principalmente, entre homens de 15 a 39 anos. E, entre os jovens de 15 a 24 anos. A gente entende que essa população não presenciou a questão da epidemia na década de 90 e, por isso, estamos retomando essas ações de prevenção e promoção para que eles possam ter essa consciência do uso do preservativo em todas as relações sexuais", afirma.

O estado irá distribuir 90 mil preservativos masculinos. Será montado um estande no antigo Mercado Municipal, o Mercado Velho, onde a secretaria avalia que terá bastante movimentação. A cada dia, uma ONG participará da campanha junto com os profissionais da Secretaria de Saúde, chamando atenção para o tema, distribuindo materiais informativos e orientando a população. A gerente da Divisão de Doenças Sexualmente Transmissíveis do Acre, Carminha Guimarães, lembra que todos precisam se prevenir. 

“Todos estão incluídos nas ações de promoção e prevenção desenvolvidas pelo nosso estado, que nós possamos, juntos, dar essa consciência do uso contínuo do preservativo em todas as relações sexuais, dessa forma, vão estar se prevenindo não só contra o HIV, mas também contra todas as infecções sexualmente transmissíveis", alerta.

O artista Rafael Sanches Lopes, de 34 anos, recebeu o diagnóstico em 2009. Superou a doença, o preconceito e criou um jeito carinhoso de vencer, também, a falta de informação. Através do teatro, Sanches aborda o assunto de forma lúdica e despretensiosa. Ele também escreveu um livro para ajudar outras pessoas e acredita que a informação é o melhor caminho para a prevenção. 
 
“Precisa ser dialogado, aguardar que os jovens por si só busquem a informação porque eles têm muito mais acesso hoje em dia é uma irresponsabilidade, porque eles só vão buscar a informação que se aproxima da realidade deles", defende.

 Por isso, corra para a Unidade de Saúde mais próxima e garanta a sua proteção. A dica para aproveitar o carnaval é: pare, pense e use camisinha. Conheça todas as formas de prevenção em aids.gov.br. 

Agência do Rádio



Cadastre-se

LOC.: Nesta quarta-feira (27), o Acre lança o Dia D, data em que o estado promove campanhas de prevenção do HIV/aids para o período de carnaval. Uma das ações, a “Fique Sabendo” vai ofertar nos dias 27 e 28 de fevereiro testagens rápidas para a população em geral. Outra mobilização vai arrecadar latas de leite integral, que serão doadas a crianças expostas ao HIV, filhos de mães que vivem com aids. Quem levar a lata de leite poderá trocar por um abadá e participar do Bloco da Prevenção, em Rio Branco.


Todas as ações serão desenvolvidas a partir das nove da manhã, na sede da Secretaria de Saúde do Acre, que fica na Rua Benjamin Constant. Em 2018, a capital registrou 116 novos diagnósticos de HIV. Ao todo, o Acre confirmou 160 novos casos do vírus no ano passado, a mesma quantidade registrada no ano anterior. Os dados são da Secretaria de Saúde do estado. A gerente da Divisão de Doenças Sexualmente Transmissíveis do Acre, Carminha Guimarães, alerta para a importância da prevenção.

 

TEC./SONORA: Carminha Guimarães, gerente da Divisão de Doenças Sexualmente Transmissíveis do Acre

“Nós percebemos que o número de casos de HIV/aids vem aumentando, principalmente, entre homens de 15 a 39 anos. E, entre os jovens de 15 a 24 anos. A gente entende que essa população não presenciou a questão da epidemia na década de 90 e, por isso, estamos retomando essas ações de prevenção e promoção para que eles possam ter essa consciência do uso do preservativo em todas as relações sexuais.”
 


LOC.: O estado irá distribuir 90 mil preservativos masculinos. Será montado um estande no antigo Mercado Municipal, o Mercado Velho, onde a secretaria avalia que terá bastante movimentação. A cada dia, uma ONG participará da campanha junto com os profissionais da Secretaria de Saúde, chamando atenção para o tema, distribuindo materiais informativos e orientando a população. A gerente da Divisão de Doenças Sexualmente Transmissíveis do Acre, Carminha Guimarães, lembra que todos precisam se prevenir. 
 

TEC./SONORA: Carminha Guimarães, gerente da Divisão de Doenças Sexualmente Transmissíveis do Estado do Acre.

“Todos estão incluídos nas ações de promoção e prevenção desenvolvidas pelo nosso estado, que nós possamos, juntos, dar essa consciência do uso contínuo do preservativo em todas as relações sexuais, dessa forma, vão estar se prevenindo não só contra o HIV, mas também contra todas as infecções sexualmente transmissíveis.”
 


LOC.: O artista Rafael Sanches Lopes, de 34 anos, recebeu o diagnóstico em 2009. Superou a doença, o preconceito e criou um jeito carinhoso de vencer, também, a falta de informação. Através do teatro, Sanches aborda o assunto de forma lúdica e despretensiosa. Ele também escreveu um livro para ajudar outras pessoas e acredita que a informação é o melhor caminho para a prevenção. 
 

TEC./SONORA: Rafael Sanches Lopes, artista, 34 anos.
 
“Precisa ser dialogado, aguardar que os jovens por si só busquem a informação porque eles têm muito mais acesso hoje em dia é uma irresponsabilidade, porque eles só vão buscar a informação que se aproxima da realidade deles.”
 

 
LOC.: Por isso, corra para a Unidade de Saúde mais próxima e garanta a sua proteção. A dica para aproveitar o carnaval é: pare, pense e use camisinha. Conheça todas as formas de prevenção em aids.gov.br. Ministério da Saúde, Governo Federal. Pátria Amada Brasil.