Menu

ANS suspende venda de 46 planos de saúde no país

Juntos, os planos atendem cerca de 570 mil beneficiários, que ficam protegidos com a medida e têm mantida a garantia à assistência regular

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Foto: Agência Brasil

Por conta de uma determinação da Agência Nacional de Saúde Suplementar, a ANS, a partir de agora, 46 planos de saúde não poderão ser vendidos ou receber novos clientes em todo o país.

De acordo com o diretor de Normas e Habilitação dos Produtos da ANS, Rogério Scarabel, a medida é temporária e acompanha os resultados trimestrais do Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento, que é um programa que monitora o desempenho do setor e atua na proteção do beneficiário.

“O Monitoramento da Garantia de Atendimento é um programa da ANS, que avalia as operadoras de planos de saúde, a partir das reclamações registradas pelos clientes nos canais da agência. O objetivo do programa é sempre estimular as empresas a qualificarem o atendimento prestado aos consumidores. Os planos são suspensos temporariamente pela agência e só podem voltar a ser comercializados quando forem comprovadas as melhorias”, afirmou o diretor.

Neste ciclo, a ANS determinou que fossem suspensos, de forma temporária, a comercialização de planos de 13 operadoras por conta de reclamações assistenciais como: prazo máximo de atendimento, cobertura assistencial, rede de atendimento, entre outras.

Juntos, os planos atendem cerca de 570 mil beneficiários, que ficam protegidos com a medida e têm mantida a garantia à assistência regular.

Além disso, em paralelo com esta suspensão, a ANS liberou a comercialização de sete planos de saúde de duas operadoras, que haviam sido suspensos em ciclos anteriores.

No site da ANS, você pode acessar a lista de planos que tiveram a comercialização suspensa, a lista de operadoras com planos parcialmente reativados, além da classificação de todas as operadoras.

Cintia Moreira

Com 3 anos de formação, Cintia sempre optou pelo radiojornalismo. Em uma de suas experiências profissionais ganhou um prêmio jornalístico e jura que não tem pautas de preferência. Sua única preferência é que tenham pautas.


Conteúdos relacionados

Cadastre-se

Por conta de uma determinação da Agência Nacional de Saúde Suplementar, a ANS, a partir de agora, 46 planos de saúde não poderão ser vendidos ou receber novos clientes em todo o país.

De acordo com o diretor de Normas e Habilitação dos Produtos da ANS, Rogério Scarabel, a medida é temporária e acompanha os resultados trimestrais do Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento, que é um programa que monitora o desempenho do setor e atua na proteção do beneficiário.
 

“O Monitoramento da Garantia de Atendimento é um programa da ANS que avalia as operadoras de planos de saúde, a partir das reclamações registradas pelos clientes nos canais da agência. O objetivo do programa é sempre estimular as empresas a qualificarem o atendimento prestado aos consumidores. Os planos são suspensos temporariamente pela agência e só podem voltar a ser comercializados quando forem comprovadas as melhorias.”

Neste ciclo, a ANS determinou que fossem suspensos, de forma temporária, a comercialização de planos de 13 operadoras por conta de reclamações assistenciais, como prazo máximo de atendimento, cobertura assistencial, rede de atendimento, entre outras.

Juntos, os planos atendem cerca de 570 mil beneficiários, que ficam protegidos com a medida e têm mantida a garantia à assistência regular.

Além disso, em paralelo à suspensão, a ANS liberou a comercialização de sete planos de saúde de duas operadoras, que haviam sido suspensos em ciclos anteriores.

Reportagem, Cintia Moreira