Menu

AP: Edições do projeto “SESI SENAI nos Bairros” levaram serviços básicos a mais de 13 mil pessoas em 2019

Última edição do ano, no último dia 26, levou serviços como corte de cabelo e vacinação para moradores da região de Santana

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Foto: Senai Amapá

As quatro edições do projeto “SESI SENAI nos Bairros” levou ações gratuitas de cidadania, saúde, educação e lazer para mais de seis mil amapaenses em 2019. No total, foram mais de 13 mil atendimentos realizados, que vão desde corte de cabelo até vacinação contra gripe e sarampo. A última edição do ano ocorreu em Santana, no último dia 26, onde foram distribuídas refeições gratuitas e feitos quatro mil atendimentos aos moradores da região.

Segundo o coordenador de mercado e gestão corporativa do SESI SENAI, Eduardo Costa, a maior procura é por atendimentos na área da saúde. O gestor lembra que o projeto atende principalmente as regiões mais carentes do estado.

“É isso que a gente quer. Por meio desses projetos, o objetivo é levar atendimento a quem está lá na ponta, em áreas periféricas, com várias mazelas ao seu redor. A ideia é que essas pessoas tenham uma facilidade no acesso a esses serviços que são básicos, mas que se tornam difíceis em virtude de estrutura do bairro e da atuação do setor público”, apontou.

“Nós estamos no colocando à disposição da sociedade. Podemos pontuar algumas ações como reparos e benfeitorias em espaços públicos por meio de uma rede colaborativa de parceiros, capacitação para fomentar a empregabilidade e levar serviços básicos para a sociedade para as áreas mais periféricas”, completou Costa.

O trabalho desempenhado por entidades do Sistema S, como SESI e SENAI, tem chamado a atenção no Congresso Nacional. Para a deputada federal Aline Gurgel (REPUBLICANOS-AP), os serviços oferecidos no estado, voltado especialmente aos mais jovens, precisa ser ampliado.

“O que mais queremos hoje é acelerar os empregos, é dar oportunidade à juventude, às mulheres. É muito importante o que fazem SESI e SENAI. Eu quero que esse trabalho tenha continuidade para que nossos netos e bisnetos também possam ser capacitados”, defende a parlamentar.

Levantamento do Instituto FSB Pesquisa, divulgado em julho deste ano, mostra que o SESI e o SENAI foram as instituições melhor avaliadas pela iniciativa privada por conta da qualificação profissional ofertada no país. Nove em cada dez empresários (91,2%) disseram ter imagem positiva ou muito positiva do SENAI. Já sobre o SESI, esse percentual foi de 79,4%. 

A pesquisa realizada com quatro mil empresários revela ainda que, em uma escala de zero a dez, SESI e SENAI receberam nota 7,0 por sua contribuição profissional, com avaliação superior a de instituições das redes pública e privada. De acordo com a pesquisa, 85,2% dos empresários avaliaram o trabalho das entidades administradas pela indústria como bom ou ótimo.

Jalila Arabi



Cadastre-se

LOC.: As quatro edições do projeto “SESI SENAI nos Bairros” levou ações gratuitas de cidadania, saúde, educação e lazer para mais de seis mil amapaenses em 2019. No total, foram mais de 13 mil atendimentos realizados, que vão desde corte de cabelo até vacinação contra gripe e sarampo. A última edição do ano ocorreu em Santana, no último dia 26, onde foram distribuídas refeições gratuitas e feitos quatro mil atendimentos aos moradores da região.

Segundo o coordenador de mercado e gestão corporativa do SESI SENAI, Eduardo Costa, a maior procura é por atendimentos na área da saúde. O gestor lembra que o projeto atende principalmente as regiões mais carentes do estado.
 

“É isso que a gente quer. Por meio desses projetos, o objetivo é levar atendimento a quem está lá na ponta, em áreas periféricas, com várias mazelas ao seu redor. A ideia é que essas pessoas tenham uma facilidade no acesso a esses serviços que são básicos, mas que se tornam difíceis em virtude de estrutura do bairro e da atuação do setor público.” 

LOC.: O trabalho desempenhado por entidades do Sistema S, como SESI e SENAI, tem chamado a atenção no Congresso Nacional. Para a deputada federal Aline Gurgel (REPUBLICANOS-AP), os serviços oferecidos no estado, voltado especialmente aos mais jovens, precisa ser ampliado.

“O que mais queremos hoje é acelerar os empregos, é dar oportunidade à juventude, às mulheres. É muito importante o que fazem SESI e SENAI. Eu quero que esse trabalho tenha continuidade para que nossos netos e bisnetos também possam ser capacitados.”

LOC.: Levantamento do Instituto FSB Pesquisa, divulgado em julho deste ano, mostra que o SESI e o SENAI foram as instituições melhor avaliadas pela iniciativa privada por conta da qualificação profissional ofertada no país. Nove em cada dez empresários (91,2%) disseram ter imagem positiva ou muito positiva do SENAI. Já sobre o SESI, esse percentual foi de 79,4%. 

A pesquisa realizada com quatro mil empresários revela ainda que, em uma escala de zero a dez, SESI e SENAI receberam nota 7,0 por sua contribuição profissional, com avaliação superior a de instituições das redes pública e privada. De acordo com a pesquisa, 85,2% dos empresários avaliaram o trabalho das entidades administradas pela indústria como bom ou ótimo.

Reportagem, Jalila Arabi