Menu

Após crise, Eletrobras tem o maior lucro dos últimos 20 anos

Em 2018, o lucro líquido da companhia foi superior a R$ 13,3 bilhões

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Eletrobras divulgou nesta quinta-feira (28) o resultado anual de 2018. Segundo a companhia, o lucro líquido no ano passado foi superior a 13 bilhões e 300 milhões de reais, superando o prejuízo líquido de 1 milhão e 726 mil reais, registrado em 2017. Esse foi o maior resultado da companhia nos últimos 20 anos.

Nesta semana, o ministro de Minas e Energia, almirante Bento Albuquerque, defendeu a capitalização da Eletrobras, modelo em que há o fatiamento de partes da estatal à iniciativa privada. Segundo o ministro, com a privatização, o Estado reduziria a sua cota de ações da empresa.

Nesta quinta-feira (28), em entrevista coletiva, o presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Junior, apresentou os resultados do ano passado, o Plano Diretor de Negócios e Gestão de 2019 até 2023 e também citou a necessidade da privatização da estatal, mesmo com os lucros contabilizados.

“Seja no investimento, seja na remuneração do acionista, demonstram que a companhia melhorou muito, produziu lucro, mas ela não tem uma capacidade financeira suficiente - seja para pagar dividendos mínimos, seja para ousar em investimentos maiores. É por isso a necessidade de capitalização. O número demonstra claramente isso”, disse o presidente da Eletrobras.

No ano passado, o então presidente Michel Temer tentou avançar com a privatização da estatal e encaminhou um projeto para o Congresso. O texto previa a venda da Eletrobras por meio de um processo de capitalização, de forma que a União se torne sócia minoritária. Isso quer dizer, na prática, que a empresa passaria a ser controlada majoritariamente por capital privado. A matéria, no entanto, não avançou.
 

Cintia Moreira

Em uma de suas experiências profissionais ganhou um prêmio jornalístico e jura que não tem pautas de preferência. Sua única preferência é que tenham pautas.


Conteúdos relacionados

Cadastre-se

A Eletrobras divulgou nesta quinta-feira (28) o resultado anual de 2018. Segundo a companhia, o lucro líquido no ano passado foi superior a 13 bilhões e 300 milhões de reais, superando o prejuízo líquido de 1 milhão e 726 mil reais, registrado em 2017. Esse foi o maior resultado da companhia nos últimos 20 anos.

Nesta semana, o ministro de Minas e Energia, almirante Bento Albuquerque, defendeu a capitalização da Eletrobras, modelo em que há o fatiamento de partes da estatal à iniciativa privada. Segundo o ministro, com a privatização, o Estado reduziria a sua cota de ações da empresa.

Nesta quinta-feira (28), em entrevista coletiva, o presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Junior, apresentou os resultados do ano passado, o Plano Diretor de Negócios e Gestão de 2019 até 2023 e também citou a necessidade da privatização da estatal, mesmo com os lucros contabilizados.
 

“Seja no investimento, seja na remuneração do acionista, demonstram que a companhia melhorou muito, produziu lucro, mas ela não tem uma capacidade financeira suficiente - seja para pagar dividendos mínimos, seja para ousar em investimentos maiores. É por isso a necessidade de capitalização. O número demonstra claramente isso.”

No ano passado, o então presidente Michel Temer tentou avançar com a privatização da estatal e encaminhou um projeto para o Congresso. O texto previa a venda da Eletrobras por meio de um processo de capitalização, de forma que a União se torne sócia minoritária. Isso quer dizer, na prática, que a empresa passaria a ser controlada majoritariamente por capital privado. A matéria, no entanto, não avançou.

Reportagem, Cintia Moreira