Menu

Azul faz proposta de R$ 403 milhões para adquirir parte das operações da Avianca Brasil

Após o anúncio, as ações da Azul subiram 5,8% na Ibovespa

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Foto: Instagram Azul

A empresa aérea brasileira Azul informou nesta segunda-feira (11) que fez uma oferta de compra de parte das operações da Avianca Brasil. A proposta seria de US$ 105 milhões, o que corresponde a R$ 403 milhões.

A oferta é para aquisição de 75% dos aviões da companhia e envolve certificado de operador aéreo, 30 aviões e 70 autorizações de pousos e decolagens. A ideia é formar uma Unidade Produtiva Isolada para reunir esses ativos.

Em crise, a Avianca Brasil devolveu sete de seus 47 aviões depois de entrar em recuperação judicial. Três dessas aeronaves já estavam com a Azul.

Após o anúncio, na manhã desta segunda-feira, as ações da Azul subiram 5,8% na Ibovespa, enquanto os papéis da Gol caíam 1,8%

Paulo Henrique

Formado em Jornalismo e com Pós-Graduação em Gestão da Comunicação nas Organizações, possui experiência em redações e assessorias, atuou como estagiário na Secretaria de Saúde do Distrito Federal, no Portal R7 e na ASCOM da Câmara dos Deputados. Depois de formado, foi Assessor de Comunicação do Instituto de Migrações e Direitos Humanos e atualmente é repórter na Agência do Rádio.


Cadastre-se

A empresa aérea brasileira Azul informou nesta segunda-feira (11) que fez uma oferta de compra de parte das operações da Avianca Brasil. A proposta seria de US$ 105 milhões, o que corresponde a R$ 403 milhões.

A oferta é para aquisição de 75% dos aviões da companhia e envolve certificado de operador aéreo, 30 aviões e 70 autorizações de pousos e decolagens. A ideia é formar uma Unidade Produtiva Isolada para reunir esses ativos.

Em crise, a Avianca Brasil devolveu sete de seus 47 aviões depois de entrar em recuperação judicial. Três dessas aeronaves já estavam com a Azul.

Após o anúncio, na manhã desta segunda-feira, as ações da Azul subiram 5,8% na Ibovespa, enquanto os papéis da Gol caíam 1,8%.

Reportagem, Paulo Henrique Gomes