Menu

BOLETIM AGRO: Casos de ferrugem asiática caem mais de 56% nas lavouras de soja do país

Foram registrados 362 ocorrências da doença na atual safra

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Foto: Notícias Agrícolas

Olá, meu nome é Paulo Henrique Gomes e esta é mais edição do Boletim Agro, com as principais novidades do agronegócio.

Os casos de ferrugem asiática na soja caíram mais de 56% em relação à safra passada em todo o país. Foram registrados 362 casos em lavouras de soja em 14 estados, como Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso do Sul. Quem vai nos explicar como se deu essa redução no número de casos de ferrugem asiática nas lavouras de soja de todo o país é a jornalista do Notícias Agrícolas, Carla Mendes.

“Realmente os casos de ferrugem asiática no Brasil chegaram a 362 nesta safra 2018/2019, segundo dados do Consórcio Antiferrugem. São 14 estados com lavouras que registram essa doença e esse número de casos representa uma queda de 56,56% em relação ao mesmo período do ano passado, quando nós tivemos mais de 600 casos de ferrugem. Realmente os estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso do Sul são os que têm maior incidência dessa doença, mas é importante dizer que casos que eram mais acentuados no início da safra começaram a perder força ao longo da temporada devido às condições climáticas nessas áreas que foram atingidas”.

Outro tema relacionado ao agronegócio que teve repercussão foi a alta do preço da cebola, em especial no Sul do país. O que ocasionou esse aumento, Carla?

“De fato os preços refletiram essa menor disponibilidade de oferta, de uma forma nacional. Então, no período avaliado pelo Cepea, de primeiro a cinco de abril, o preço da cebola, no Sul do país principalmente, registrou essa média maior, um aumento de 9,8% quando a gente fala da caixa três beneficiada, uma das variedades no mercado da cebola. E ficou então com R$ 48,36 para o alto produtor. Como eu disse, o volume ofertado é muito baixo”.

Obrigado pelos esclarecimentos, Carla. Até a próxima.

“Eu que agradeço, até a próxima. Aos ouvintes que quiserem saber mais, acessem noticiasagricolas.com.br.”

Esse foi mais um Boletim Agro. Obrigado pela companhia e até mais.

Paulo Henrique

Formado em Jornalismo e com Pós-Graduação em Gestão da Comunicação nas Organizações, possui experiência em redações e assessorias, atuou como estagiário na Secretaria de Saúde do Distrito Federal, no Portal R7 e na ASCOM da Câmara dos Deputados. Depois de formado, foi Assessor de Comunicação do Instituto de Migrações e Direitos Humanos e atualmente é repórter na Agência do Rádio.


Cadastre-se

Olá, meu nome é Paulo Henrique Gomes e esta é mais edição do Boletim Agro, com as principais novidades do agronegócio.

Os casos de ferrugem asiática na soja caíram mais de 56% em relação à safra passada em todo o país. Foram registrados 362 casos em lavouras de soja em 14 estados, como Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso do Sul. Quem vai nos explicar como se deu essa redução no número de casos de ferrugem asiática nas lavouras de soja de todo o país é a jornalista do Notícias Agrícolas, Carla Mendes.

“Realmente os casos de ferrugem asiática no Brasil chegaram a 362 nesta safra 2018/2019, segundo dados do Consórcio Antiferrugem. São 14 estados com lavouras que registram essa doença e esse número de casos representa uma queda de 56,56% em relação ao mesmo período do ano passado, quando nós tivemos mais de 600 casos de ferrugem. Realmente os estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso do Sul são os que têm maior incidência dessa doença, mas é importante dizer que casos que eram mais acentuados no início da safra começaram a perder força ao longo da temporada devido às condições climáticas nessas áreas que foram atingidas”.

Outro tema relacionado ao agronegócio que teve repercussão foi a alta do preço da cebola, em especial no Sul do país. O que ocasionou esse aumento, Carla?

“De fato os preços refletiram essa menor disponibilidade de oferta, de uma forma nacional. Então, no período avaliado pelo Cepea, de primeiro a cinco de abril, o preço da cebola, no Sul do país principalmente, registrou essa média maior, um aumento de 9,8% quando a gente fala da caixa três beneficiada, uma das variedades no mercado da cebola. E ficou então com R$ 48,36 para o alto produtor. Como eu disse, o volume ofertado é muito baixo”.

Legal. Obrigado pelos esclarecimentos, Carla. Até a próxima.

“Eu que agradeço, até a próxima. Aos ouvintes que quiserem saber mais, acessem noticiasagricolas.com.br.”

Esse foi mais um Boletim Agro. Obrigado pela companhia e até mais.