Menu

BOLETIM AGRO: Estoques de café estão quase no fim, segundo Conselho

Produtividade de cenoura aumenta no mês de março

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Créditos: Wenderson Araujo -CNA

Olá, meu nome é Raphael Costa e este é mais Boletim Agro, um resumo das principais notícias do agronegócio.

O Conselho dos Exportadores de Café (Cecafe) afirmou que apesar de uma safra recorde no ano passado, os estoques do grão já estão quase no fim. Quem vai nos contar de quanto era esse estoque, e os motivos para esse esgotamento é a jornalista Carla Mendes, do Notícias Agrícolas. Bem-vinda, Carla.

“Realmente, Raphael, os estoques de café brasileiro estão bastante ajustados neste momento, apesar de nós termos uma safra recorde no ano passado. Por que? Porque tivemos exportações bastante consideráveis e também uma demanda doméstica bastante aquecida. Dessa forma, segundo o Cecafé, o ciclo de 2018 a 2019, que vai de julho a junho deve ser encerrado com volume de exportação entre 38 e 40 milhões de sacas. Assim, com mais 22 milhões de sacas, a safra brasileira de 2018 vai fechar quase sem estoque. Esse número se aproxima bastante, são 67 milhões de saca da nossa safra. Então nossos estoques estão praticamente zerados no Brasil.”

Com condições ideais para a produção, o mês de março registrou uma alta produtividade para a cenoura. Onde foram os locais que se destacaram nessa questão e o quanto foi produzido em média, Carla?

“Nós podemos destacar em Minas Gerais o município de São Gotardo, que é uma região importante na produção de cenouras, principalmente nesta primeira quinzena do mês de março, a produtividade média foi de 59.9 toneladas por hectare. Neste volume, nós vemos 47,5% a mais do que foi registrado em fevereiro. Com isso, há sempre o outro lado da moeda. Com uma oferta maior, nós vemos uma pressão sobre as cotações, principalmente nas cenouras vindas de Minas Gerais, e também de Goiás devido à proximidade. A produção é dividida para esses estados. Então nós temos sim uma maior produtividade de cenouras nessa primeira quinzena de março, mas em contrapartida, preços mais baixos.” 

Perfeito, Carla. Obrigado pelas informações, até a próxima.

“Eu que agradeço, até a próxima. Aos ouvintes que quiserem saber mais, acessem noticiasagricolas.com.br ”

Esse foi mais um Boletim Agro, muito obrigado a todos.

Raphael Costa

O repórter Raphael Costa formou-se em 2015 no Centro Universitário de Brasília (CEUB), mas deu início à sua carreira anteriormente. Originalmente paulista, começou em um programa de Rádio e TV local, até se mudar para Brasília. Com cerca de três anos de casa, é a voz que noticia esportes, agricultura e economia.


Cadastre-se

Olá, meu nome é Raphael Costa e este é mais Boletim Agro, um resumo das principais notícias do agronegócio.

O Conselho dos Exportadores de Café (Cecafe) afirmou que apesar de uma safra recorde no ano passado, os estoques do grão já estão quase no fim. Quem vai nos contar de quanto era esse estoque, e os motivos para esse esgotamento é a jornalista Carla Mendes, do Notícias Agrícolas. Bem-vinda, Carla.
 

“Realmente, Raphael, os estoques de café brasileiro estão bastante ajustados neste momento, apesar de nós termos uma safra recorde no ano passado. Por que? Porque tivemos exportações bastante consideráveis e também uma demanda doméstica bastante aquecida. Dessa forma, segundo o Cecafé, o ciclo de 2018 a 2019, que vai de julho a junho deve ser encerrado com volume de exportação entre 38 e 40 milhões de sacas. Assim, com mais 22 milhões de sacas, a safra brasileira de 2018 vai fechar quase sem estoque. Esse número se aproxima bastante, são 67 milhões de saca da nossa safra. Então nossos estoques estão praticamente zerados no Brasil.”

Com condições ideais para a produção, o mês de março registrou uma alta produtividade para a cenoura. Onde foram os locais que se destacaram nessa questão e o quanto foi produzido em média, Carla?

“Nós podemos destacar em Minas Gerais o município de São Gotardo, que é uma região importante na produção de cenouras, principalmente nesta primeira quinzena do mês de março, a produtividade média foi de 59.9 toneladas por hectare. Neste volume, nós vemos 47,5% a mais do que foi registrado em fevereiro. Com isso, há sempre o outro lado da moeda. Com uma oferta maior, nós vemos uma pressão sobre as cotações, principalmente nas cenouras vindas de Minas Gerais, e também de Goiás devido à proximidade. A produção é dividida para esses estados. Então nós temos sim uma maior produtividade de cenouras nessa primeira quinzena de março, mas em contrapartida, preços mais baixos.” 

Perfeito, Carla. Obrigado pelas informações, até a próxima.

“Eu que agradeço, até a próxima. Aos ouvintes que quiserem saber mais, acessem noticiasagricolas.com.br ”

Esse foi mais um Boletim Agro, muito obrigado a todos.