Menu

BOLETIM AGRO: Preço do milho nos portos sobe com demanda interna e exportação

Outro destaque é que o MT conclui 95% do plantio de milho safrinha e janela de semeadura têm condições ideais

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Créditos: Wenderson Araujo -CNA

Olá, meu nome é Raphael Costa e este é mais Boletim Agro, um resumo das principais notícias do agronegócio.

Os preços do milho brasileiro tiveram um salto considerável nos últimos dias. Segundo consultorias de mercado, a tendência é que esse aumento se mantenha nos próximos dias, criando chances ainda melhores de comercialização para os produtores. Quem vai nos explicar os motivos desse aumento, além de dar detalhes sobre outros assuntos, é a jornalista Carla Mendes, do Notícias Agrícolas. Bem-vinda, Carla.

“Realmente há um tempo vem essa situação para o milho, por conta de uma combinação de fatores. Entre elas, nossas exportações bastante aquecidas, o Brasil se consolida como segundo maior exportador de milho e uma demanda interna fortalecida, ainda mais após o Carnaval. A expectativa é de que cresça ainda mais em função desse feriado maior que tivemos no Brasil. Agora, as indústrias estão buscando milho para a produção de ração, e elas podem buscar ainda mais. Nós temos uma ótima demanda no setor de carnes suína, bovina e de frango, além do setor de ovos. Então, vemos essa sustentação do preço brasileiro nos portos muito forte, em um patamar de R$ 40 por saca, indicando que essa sustentação continua.”

Carla, o Mato Grosso é um dos maiores produtores de cereal do país e concluiu 95% do plantio do milho safrinha. Segundo informações, às condições para esse plantio são as melhores possíveis, é isso mesmo?

“Exato. Até este momento temos uma situação bastante confortável para esse primeiro arranque das lavouras, embora tenhamos alguns pontos de excesso de chuvas no estado, mas segundo o IMEA (Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária) temos condições favoráveis para que essas lavouras se desenvolvam bem nesse momento. Esse plantio ocorreu em um momento ideal, dentro da janela para o plantio no estado. O índice de ritmo do plantio é recorde na série histórica no estado. Então veja, a expectativa é de que as lavouras se desenvolvam de forma bem considerável e que possam trazer bom potencial de ofertas daqui pra frente.”

Perfeito, Carla. Obrigado pelas informações, até a próxima.

“Eu que agradeço, até a próxima. Aos ouvintes que quiserem saber mais, acessem noticiasagricolas.com.br ”

Esse foi mais um Boletim Agro, muito obrigado a todos.

Raphael Costa

O repórter Raphael Costa formou-se em 2015 no Centro Universitário de Brasília (CEUB), mas deu início à sua carreira anteriormente. Originalmente paulista, começou em um programa de Rádio e TV local, até se mudar para Brasília. Com cerca de três anos de casa, é a voz que noticia esportes, agricultura e economia.


Cadastre-se

Olá, meu nome é Raphael Costa e este é mais Boletim Agro, um resumo das principais notícias do agronegócio.

Os preços do milho brasileiro tiveram um salto considerável nos últimos dias. Segundo consultorias de mercado, a tendência é que esse aumento se mantenha nos próximos dias, criando chances ainda melhores de comercialização para os produtores. Quem vai nos explicar os motivos desse aumento, além de dar detalhes sobre outros assuntos, é a jornalista Carla Mendes, do Notícias Agrícolas. Bem-vinda, Carla.
 

“Realmente há um tempo vem essa situação para o milho, por conta de uma combinação de fatores. Entre elas, nossas exportações bastante aquecidas, o Brasil se consolida como segundo maior exportador de milho e uma demanda interna fortalecida, ainda mais após o Carnaval. A expectativa é de que cresça ainda mais em função desse feriado maior que tivemos no Brasil. Agora, as indústrias estão buscando milho para a produção de ração, e elas podem buscar ainda mais. Nós temos uma ótima demanda no setor de carnes suína, bovina e de frango, além do setor de ovos. Então, vemos essa sustentação do preço brasileiro nos portos muito forte, em um patamar de R$ 40 por saca, indicando que essa sustentação continua.”

Carla, o Mato Grosso é um dos maiores produtores de cereal do país e concluiu 95% do plantio do milho safrinha. Segundo informações, às condições para esse plantio são as melhores possíveis, é isso mesmo?

“Exato. Até este momento temos uma situação bastante confortável para esse primeiro arranque das lavouras, embora tenhamos alguns pontos de excesso de chuvas no estado, mas segundo o IMEA (Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária) temos condições favoráveis para que essas lavouras se desenvolvam bem nesse momento. Esse plantio ocorreu em um momento ideal, dentro da janela para o plantio no estado. O índice de ritmo do plantio é recorde na série histórica no estado. Então veja, a expectativa é de que as lavouras se desenvolvam de forma bem considerável e que possam trazer bom potencial de ofertas daqui pra frente.”

Perfeito, Carla. Obrigado pelas informações, até a próxima.

“Eu que agradeço, até a próxima. Aos ouvintes que quiserem saber mais, acessem noticiasagricolas.com.br ”

Esse foi mais um Boletim Agro, muito obrigado a todos.