Menu

BOLETIM AGRO: Vacina contra aftosa é prorrogada até 2020 no Acre e Rondônia

Preço da manga cai cerca de 23%

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Créditos: Wenderson Araujo - CNA

Olá, meu nome é Raphael Costa e este é mais Boletim Agro, um resumo das principais notícias do agronegócio.

A vacina contra a febre aftosa foi prorrogada até 2020. A decisão foi anunciada esta semana pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Segundo o calendário do Plano Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa, a última etapa da imunização estava marcado para maio deste ano. Quem vai nos explicar o motivo dessa prorrogação, além de debater outras questões do setor, é a Carla Mendes, jornalista do Notícias Agrícolas. Seja bem-vinda, Carla.

“Em reuniões com as secretarias estaduais e a iniciativa privada, o Ministério da Agricultura afirmou que algumas etapas ainda não foram concluídas, como por exemplo, a construção de postos de fiscalização e a execução de estudos epidemiológicos. Com isso, os dois estados vacinarão o rebanho completo em novembro, enquanto Rondônia e Mato Grosso vão vacinar o rebanho de até 24 meses, salvo o condicional do calendário que está ali só para eles. ”

E o preço das mangas no país atingiram preços históricos, mas nada agradáveis para os produtores. Em que pé está essa situação e o que está ocorrendo, Carla?

“Infelizmente as mangas do tipo Tommy estão chegando verdes às prateleiras dos supermercados e, segundo os especialistas, a revenda está difícil, tanto no Ceagesp quanto no varejo, justamente por uma desaprovação da qualidade por parte dos consumidores. Com isto, nesta última semana, observou-se um recuo da cotação da manga Tommy de 23%, somente te nas regiões produtoras de Petrolina e Juazeiro, municípios de Pernambuco e da Bahia. Essa é uma variedade que tem sido vendida antes do ponto de maturação justamente porque temos a necessidade de entrega deste produto.”

Entendido, Carla. Obrigado pelas informações, até a próxima.

“Eu que agradeço, até a próxima. Aos ouvintes que quiserem saber mais, acessem noticiasagricolas.com.br.”

Esse foi mais um Boletim Agro, muito obrigado a todos.


 

Raphael Costa

O repórter Raphael Costa formou-se em 2015 no Centro Universitário de Brasília (CEUB), mas deu início à sua carreira anteriormente. Originalmente paulista, começou em um programa de Rádio e TV local, até se mudar para Brasília. Com cerca de três anos de casa, é a voz que noticia esportes, agricultura e economia.


Cadastre-se

Olá, meu nome é Raphael Costa e este é mais Boletim Agro, um resumo das principais notícias do agronegócio.

A vacina contra a febre aftosa foi prorrogada até 2020. A decisão foi anunciada esta semana pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Segundo o calendário do Plano Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa, a última etapa da imunização estava marcado para maio deste ano. Quem vai nos explicar o motivo dessa prorrogação, além de debater outras questões do setor, é a Carla Mendes, jornalista do Notícias Agrícolas. Seja bem-vinda, Carla.
 

“Em reuniões com as secretarias estaduais e a iniciativa privada, o Ministério da Agricultura afirmou que algumas etapas ainda não foram concluídas, como por exemplo, a construção de postos de fiscalização e a execução de estudos epidemiológicos. Com isso, os dois estados vacinarão o rebanho completo em novembro, enquanto Rondônia e Mato Grosso vão vacinar o rebanho de até 24 meses, salvo o condicional do calendário que está ali só para eles. ”

E o preço das mangas no país atingiram preços históricos, mas nada agradáveis para os produtores. Em que pé está essa situação e o que está ocorrendo, Carla?

“Infelizmente as mangas do tipo Tommy estão chegando verdes às prateleiras dos supermercados e, segundo os especialistas, a revenda está difícil, tanto no Ceagesp quanto no varejo, justamente por uma desaprovação da qualidade por parte dos consumidores. Com isto, nesta última semana, observou-se um recuo da cotação da manga Tommy de 23%, somente te nas regiões produtoras de Petrolina e Juazeiro, municípios de Pernambuco e da Bahia. Essa é uma variedade que tem sido vendida antes do ponto de maturação justamente porque temos a necessidade de entrega deste produto.”

Entendido, Carla. Obrigado pelas informações, até a próxima.

“Eu que agradeço, até a próxima. Aos ouvintes que quiserem saber mais, acessem noticiasagricolas.com.br.”

Esse foi mais um Boletim Agro, muito obrigado a todos.