Menu

Bolsonaro aguarda “sim” de Trump para indicar filho a embaixada do Brasil nos EUA

Após aval dos norte-americanos, Eduardo Bolsonaro ainda precisará ser aprovado na comissão de Relações Exteriores e no plenário do Senado

Banners
Deputado Eduardo Bolsonaro / Foto: Alex Ferreira - Câmara dos Deputados

O presidente Jair Bolsonaro consultou o presidente norte-americano, Donald Trump, sobre a possível indicação de seu filho, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), ao posto de embaixador do Brasil nos Estados Unidos. 

O posicionamento do governo americano é o último entrave para o presidente Jair Bolsonaro indicar oficialmente o nome do filho ao mais alto posto da diplomacia brasileira.

A resposta de Trump pode sair nesta semana. A partir daí, Eduardo Bolsonaro terá de passar por sabatina e seu nome precisará ser aprovado em votações na comissão de Relações Exteriores e no plenário do Senado.

Desde que Bolsonaro anunciou o interesse de ter o filho como embaixador nos Estados Unidos, a indicação passou a ser alvo de críticas, principalmente no por parte de diplomatas, no Itamaraty.

No entanto, o presidente é otimista e espera que seu filho seja aprovado para cargo. Eduardo Bolsonaro é deputado Federal por São Paulo. Na Câmara dos Deputados, ele é o presidente da comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional.

Cristiano Carlos

Cristiano é jornalista formado pela Universidade Católica de Brasília, com larga experiência em emissoras de rádio, desde 2002. Como repórter trabalha na cobertura do Congresso Nacional, em Brasília, na produção de conteúdos sobre o dia a dia dos bastidores, da atuação dos parlamentares, nas comissões e nos plenários do Senado e Câmara dos Deputados. Acompanhou as campanhas eleitorais nacionais em 2014 e 2018. Também atua nas editorias de educação, saúde e esportes.


Cadastre-se

LOC: O presidente Jair Bolsonaro consultou o presidente norte-americano, Donald Trump, sobre a possível indicação de seu filho, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), ao posto de embaixador do Brasil nos Estados Unidos. 

O posicionamento do governo americano é o último entrave para o presidente Jair Bolsonaro indicar oficialmente o nome do filho ao mais alto posto da diplomacia brasileira.

A resposta de Trump pode sair nesta semana. A partir daí, Eduardo Bolsonaro terá de passar por sabatina e seu nome precisará ser aprovado em votações na comissão de Relações Exteriores e no plenário do Senado.

Desde que Bolsonaro anunciou o interesse de ter o filho como embaixador nos Estados Unidos, a indicação passou a ser alvo de críticas, principalmente no por parte de diplomatas, no Itamaraty.

No entanto, o presidente é otimista e espera que seu filho seja aprovado para cargo. Eduardo Bolsonaro é deputado Federal por São Paulo. Na Câmara dos Deputados, ele é o presidente da comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional.  

Reportagem, Cristiano Carlos