Menu

Bolsonaro condiciona redução nos impostos sobre combustíveis a redução de ICMS nos estados

Presidente afirmou, ainda, que 'zeraria' imposto no mesmo dia em que os gestores estaduais topassem o "desafio"

Banners
Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil


O presidente Jair Bolsonaro afirmou que diminuirá a zero os tributos federais sobre combustíveis , caso os governadores , em cada estado, faça o mesmo com o ICMS, que é o imposto estadual. O que chamou de “desafio” aos governadores, Bolsonaro disse ainda que zeraria o imposto no mesmo dia em que os gestores estaduais topassem a medida. 

Bolsonaro vem defendendo alteração na cobrança do ICMS sobre combustíveis desde o fim do ano passado. De acordo com a declaração do presidente, feita na saída da residência oficial do Palácio da Alvorada, o imposto é o responsável pelos altos preços cobrados na bomba ao consumidor.

Atualmente, tanto a Câmara dos Deputados como o Senado Federal analisam, ao mesmo tempo, dois textos que pretendem alterar a forma de arrecadação de tributos no Brasil. Os dois textos pretendem simplificar o modelo de arrecadação com a extinção de até 10 tributos, entre eles o ICMS, de competência dos estados. 
 

Agência do Rádio



Cadastre-se


LOC.: O presidente Jair Bolsonaro afirmou que diminuirá a zero os tributos federais sobre combustíveis , caso os governadores , em cada estado, faça o mesmo com o ICMS, que é o imposto estadual. O que chamou de “desafio” aos governadores, Bolsonaro disse ainda que zeraria o imposto no mesmo dia em que os gestores estaduais topassem a medida. 

Bolsonaro vem defendendo alteração na cobrança do ICMS sobre combustíveis desde o fim do ano passado. De acordo com a declaração do presidente, feita na saída da residência oficial do Palácio da Alvorada, o imposto é o responsável pelos altos preços cobrados na bomba ao consumidor.

Atualmente, tanto a Câmara dos Deputados como o Senado Federal analisam, ao mesmo tempo, dois textos que pretendem alterar a forma de arrecadação de tributos no Brasil. Os dois textos pretendem simplificar o modelo de arrecadação com a extinção de até 10 tributos, entre eles o ICMS, de competência dos estados.