Menu

Bolsonaro anuncia criação do Conselho da Amazônia

O vice-presidente Hamilton Mourão será responsável por coordenar as ações do Conselho

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Foto: Agência Brasil

LOC: Nesta terça-feira (21), o Presidente Jair Bolsonaro anunciou, por meio das redes sociais, a criação do Conselho da Amazônia e da Força Nacional Ambiental, com o objetivo de trabalhar pela preservação do meio ambiente.

Na publicação, Bolsonaro informou que o vice-presidente Hamilton Mourão coordenará o Conselho e deve “organizar diversas ações em cada Ministério voltada para a proteção, defesa e desenvolvimento sustentável da Amazônia”. 

O comunicado da criação do Conselho veio após uma série de críticas que o governo sofreu, inclusive internacionais, por causa da atuação nos problemas relacionados ao meio ambiente.

Jair Bolsonaro informou que o Ministro da Economia, Paulo Guedes, deu sinal de aprovação para a criação da Força Nacional Ambiental, mas ainda não falou quanto isso vai custar aos cofres públicos.

 

Tainá Ferreira

Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB), Tainá começou na Empresa Júnior Movimento e depois atuou na TV universitária UnBTV. Depois de um tempo entrou para a redação do jornal Correio Braziliense e, após a experiência, partiu para a assessoria de imprensa.


Cadastre-se

LOC: Nesta terça-feira (21), o Presidente Jair Bolsonaro anunciou, por meio das redes sociais, a criação do Conselho da Amazônia e da Força Nacional Ambiental, com o objetivo de trabalhar pela preservação do meio ambiente.

Na publicação, Bolsonaro informou que o vice-presidente Hamilton Mourão coordenará o Conselho e deve “organizar diversas ações em cada Ministério voltada para a proteção, defesa e desenvolvimento sustentável da Amazônia”. 

O comunicado da criação do Conselho veio após uma série de críticas que o governo sofreu, inclusive internacionais, por causa da atuação nos problemas relacionados ao meio ambiente.

Jair Bolsonaro informou que o Ministro da Economia, Paulo Guedes, deu sinal de aprovação para a criação da Força Nacional Ambiental, mas ainda não falou quanto isso vai custar aos cofres públicos.

Reportagem, Tainá Ferreira