Menu

Brasil vence amistoso, Neymar se machuca e está fora da Copa América

Cruzeiro e Athletico-PR garantem vaga no sufoco e avançam na Copa do Brasil

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Créditos: Lucas Figueiredo - CBF

Quando a fase não é boa, nada dá certo. Na noite desta quarta-feira o Brasil entrou em campo para jogar o amistoso contra o Catar, no estádio Mané Garrincha, em Brasília. A seleção brasileira não teve dificuldades e garantiu a vitória logo na primeira etapa, com gols de Richarlison e Gabriel Jesus.

Como de costume, os holofotes estavam todos para Neymar. No entanto, as atenções estavam voltadas para o camisa 10 pelos escândalos fora de campo e não pelos gols e dribles que lhe renderam o status de craque e principal jogador brasileiro. Em meio a uma acusação de estupro, Neymar ficou apenas 16 minutos em campo. O jogador torceu o tornozelo após uma dividida limpa, sentiu e deixou o campo o chorando. O atacante fez exames na capital federal onde foi constatado uma ruptura nos ligamentos do tornozelo. Com isso, Neymar está fora da Copa América. Tite terá que convocar outro atleta para substituir o principal jogador do elenco.

Se o clima no amistoso foi nebuloso, pela Copa do Brasil, os jogos testaram os corações dos torcedores.
No Mineirão, roteiro alucinante no jogo entre Cruzeiro e Fluminense. Depois de empatarem em um a um no jogo de ida, as duas equipes entraram em campo na luta por uma vaga nas quartas. Logo aos 10 minutos, o VAR entrou em ação e marcou pênalti para o Fluminense. Ganso bateu e abriu o placar.

Aos 13 do segundo tempo, Thiago Neves aproveitou lance na área e empatou de peixinho. Pouco tempo depois, o árbitro marcou pênalti para o Cruzeiro. Sassá bateu e perdeu. Já aos 35, o árbitro de vídeo entrou em cena de novo e marcou mais um pênalti para o time celeste. Thiago Neves mostrou mais uma vez que é decisivo e virou para o time mineiro. Só que o melhor estava guardado para o final. No último lance, já nos acréscimos, o jovem João Pedro mostrou mais uma vez que é diferenciado e acertou uma bicicleta para empatar novamente para o Flu e levar a decisão para os pênaltis.

Nas cobranças, melhor para o Cruzeiro que errou menos. Mais uma vez Thiago Neves foi o protagonista, fez a última cobrança e garantiu a classificação da Raposa. A equipe mineira está nas quartas de final.

Quem também avançou foi o Athletico Paranaense. O Furacão venceu o Fortaleza por um a zero na Arena da Baixada. Marco Rúben marcou aos 43 do segundo tempo e garantiu a vaga para a equipe parananense.

Nessa quinta-feira (6), uma partida define o último classificado para as oitavas de final da Copa do Brasil. No Pacaembu, Santos e Atlético Mineiro lutam pela vaga na próxima fase. A primeira partida terminou em zero a zero, quem vencer se mantém no torneio. Em caso de novo empate a disputa vai para os pênaltis.
 

Raphael Costa

O repórter Raphael Costa formou-se em 2015 no Centro Universitário de Brasília (CEUB), mas deu início à sua carreira anteriormente. Originalmente paulista, começou em um programa de Rádio e TV local, até se mudar para Brasília. Com cerca de três anos de casa, é a voz que noticia esportes, agricultura e economia.


Cadastre-se

Quando a fase não é boa, nada dá certo. Na noite desta quarta-feira o Brasil entrou em campo para jogar o amistoso contra o Catar, no estádio Mané Garrincha, em Brasília. A seleção brasileira não teve dificuldades e garantiu a vitória logo na primeira etapa, com gols de Richarlison e Gabriel Jesus.

Como de costume, os holofotes estavam todos para Neymar. No entanto, as atenções estavam voltadas para o camisa 10 pelos escândalos fora de campo e não pelos gols e dribles que lhe renderam o status de craque e principal jogador brasileiro. Em meio a uma acusação de estupro, Neymar ficou apenas 16 minutos em campo. O jogador torceu o tornozelo após uma dividida limpa, sentiu e deixou o campo o chorando. O atacante fez exames na capital federal onde foi constatado uma ruptura nos ligamentos do tornozelo. Com isso, Neymar está fora da Copa América. Tite terá que convocar outro atleta para substituir o principal jogador do elenco.

Se o clima no amistoso foi nebuloso, pela Copa do Brasil, os jogos testaram os corações dos torcedores.

No Mineirão, roteiro alucinante no jogo entre Cruzeiro e Fluminense. Depois de empatarem em um a um no jogo de ida, as duas equipes entraram em campo na luta por uma vaga nas quartas. Logo aos 10 minutos, o VAR entrou em ação e marcou pênalti para o Fluminense. Ganso bateu e abriu o placar.

Aos 13 do segundo tempo, Thiago Neves aproveitou lance na área e empatou de peixinho. Pouco tempo depois, o árbitro marcou pênalti para o Cruzeiro. Sassá bateu e perdeu. Já aos 35, o árbitro de vídeo entrou em cena de novo e marcou mais um pênalti para o time celeste. Thiago Neves mostrou mais uma vez que é decisivo e virou para o time mineiro. Só que o melhor estava guardado para o final. No último lance, já nos acréscimos, o jovem João Pedro mostrou mais uma vez que é diferenciado e acertou uma bicicleta para empatar novamente para o Flu e levar a decisão para os pênaltis.

Nas cobranças, melhor para o Cruzeiro que errou menos. Mais uma vez Thiago Neves foi o protagonista, fez a última cobrança e garantiu a classificação da Raposa. A equipe mineira está nas quartas de final.

Quem também avançou foi o Athletico Paranaense. O Furacão venceu o Fortaleza por um a zero na Arena da Baixada. Marco Rúben marcou aos 43 do segundo tempo e garantiu a vaga para a equipe parananense.

Nessa quinta-feira (6), uma partida define o último classificado para as oitavas de final da Copa do Brasil. No Pacaembu, Santos e Atlético Mineiro lutam pela vaga na próxima fase. A primeira partida terminou em zero a zero, quem vencer se mantém no torneio. Em caso de novo empate a disputa vai para os pênaltis.

Reportagem, Raphael Costa