Menu

BRASILEIRÃO: Dani Alves estreia com gol e São Paulo vence o Ceará

Cruzeiro quebra jejum em cima do líder Santos; Fla aproveita brecha e toma segunda posição

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Créditos; Rubens Chiri - SPFC

A 15ª rodada, disputada no fim de semana, foi marcada por muitos gols e mudanças na parte de cima da tabela. 

E teve também estreia iluminada. Com o Morumbi lotado, o São Paulo estreou as contratações Daniel Alves e Juanfran diante do Ceará. E coube aos jogadores participarem diretamente do gol da vitória. Aos 39 da primeira etapa, o lateral espanhol cruzou, Raniel ajeitou para Daniel Alves, que se livrou da marcação e marcou o gol da vitória. Final, São Paulo um, Ceará zero. O resultado manteve o time paulista na quista posição, mas fez o Tricolor diminuir a distância para o líder Santos para cinco pontos. O Ceará está na 11ª colocação.

O líder Santos foi até Minas Gerais encarar o Cruzeiro na estreia de Rogério Ceni no comando da Raposa. E o novo treinador contou com a falta de concentração do Peixe em sua primeira partida. Antes do primeiro minuto de jogo, Gustavo Henrique vacilou, Pedro Rocha roubou a bola e foi parado com falta pelo zagueiro santista. Anderson Daronco foi avisado pelo árbitro de vídeo e expulsou o defensor santista. Com um a mais desde o começo da partida, o time celeste martelou e dominou o primeiro tempo, mas só aos 43 foi balançar a rede com gol de Fred, que não marcava há muito tempo.

No segundo tempo, logo no comecinho, Thiago Neves ampliou e pôs fim ao jejum cruzeirense. Final, Cruzeiro dois, Santos zero. A Raposa subiu uma posição e saiu da zona de rebaixamento, agora ocupa a 16ª posição. Apesar da segunda derrota seguida, o Peixe ainda é o líder com dois pontos de vantagem.

Quem mais se beneficiou do tropeço santista foi o Flamengo. Jogando em Brasília contra o Vasco, o Rubro-Negro não perdoou e fez quatro a um em cima do rival Vasco. Com dois de Gabriel, um de Arrascaeta e outro golaço de Bruno Henrique, o Fla decretou sua vitória por quatro a um. Leandro Castán fez o de honra para o Gigante da Colina. Os três pontos deram ao Fla a segunda posição, à frente do Palmeiras, com apenas dois pontos a menos que o Santos. Já o Vasco está em 15º lugar.

Fora de casa, o Verdão não aproveitou o vacilo do primeiro colocado. Jogando em Porto Alegre contra o Grêmio, o Palmeiras saiu na frente com Dudu, mas viu David Braz chutar forte e empatar a prévia do jogo de meio de semana pela Libertadores. Grêmio, 13º colocado, um, Palmeiras em terceiro, também um.
Pela parte de baixo da tabela, a Chapecoense se deu bem no clássico catarinense diante do Avaí. Um a zero para a Chape, que subiu uma posição, mas ainda continua na zona do rebaixamento em 17º lugar. O Avaí é o lanterna do torneio, ainda sem vencer no campeonato.

No Maracanã, o Fluminense deu bobeira e perdeu para o CSA por um a zero. Resultado que colocou o Tricolor das Laranjeiras de novo na zona do rebaixamento, com 12 pontos, na 18ª posição. O CSA tem um ponto a menos e é o 19º na tabela.

Bahia e Goiás empataram em um a um na Arena Fonte Nova. O resultado manteve o Tricolor de Aço na décima posição, enquanto o Esmeraldino pulou para o 12º lugar. 

No duelo entre Atlhetico Paranaense e Atlético Mineiro na Arena da Baixada, melhor para os donos da casa. Um a zero para o Furacão em cima do Galo. O time paranaense ganhou três posições e agora é o oitavo colocado, enquanto a equipe mineira se manteve no quarto lugar. 

Quem mostrou que quer brigar pelo título é o Corinthians, que jogando em casa bateu o Botafogo por dois a zero. O Timão é o sexto na tabela com os mesmos 27 pontos de São Paulo e Galo, mas fica atrás pela quantidade de gols marcados. O Fogão caiu duas posições e agora ocupa a nona colocação.

Fora de casa, o Internacional venceu o Fortaleza por um a zero. Wellington Silva fez o gol do Colorado, que agora é o sétimo na tabela. O Fortaleza está na 14ª posição.

Pela Série D, Manaus e Brusque fizeram a final da quarta divisão. O jogo terminou empatado em dois a dois. Nos pênaltis, a equipe catarinense se sagrou campeã. Parabéns, Brusque!

Raphael Costa

O repórter Raphael Costa formou-se em 2015 no Centro Universitário de Brasília (CEUB), mas deu início à sua carreira anteriormente. Originalmente paulista, começou em um programa de Rádio e TV local, até se mudar para Brasília. Com cerca de três anos de casa, é a voz que noticia esportes, agricultura e economia.


Cadastre-se

A 15ª rodada, disputada no fim de semana, foi marcada por muitos gols e mudanças na parte de cima da tabela. 

E teve também estreia iluminada. Com o Morumbi lotado, o São Paulo estreou as contratações Daniel Alves e Juanfran diante do Ceará. E coube aos jogadores participarem diretamente do gol da vitória. Aos 39 da primeira etapa, o lateral espanhol cruzou, Raniel ajeitou para Daniel Alves, que se livrou da marcação e marcou o gol da vitória. Final, São Paulo um, Ceará zero. O resultado manteve o time paulista na quista posição, mas fez o Tricolor diminuir a distância para o líder Santos para cinco pontos. O Ceará está na 11ª colocação.

O líder Santos foi até Minas Gerais encarar o Cruzeiro na estreia de Rogério Ceni no comando da Raposa. E o novo treinador contou com a falta de concentração do Peixe em sua primeira partida. Antes do primeiro minuto de jogo, Gustavo Henrique vacilou, Pedro Rocha roubou a bola e foi parado com falta pelo zagueiro santista. Anderson Daronco foi avisado pelo árbitro de vídeo e expulsou o defensor santista. Com um a mais desde o começo da partida, o time celeste martelou e dominou o primeiro tempo, mas só aos 43 foi balançar a rede com gol de Fred, que não marcava há muito tempo.

No segundo tempo, logo no comecinho, Thiago Neves ampliou e pôs fim ao jejum cruzeirense. Final, Cruzeiro dois, Santos zero. A Raposa subiu uma posição e saiu da zona de rebaixamento, agora ocupa a 16ª posição. Apesar da segunda derrota seguida, o Peixe ainda é o líder com dois pontos de vantagem.

Quem mais se beneficiou do tropeço santista foi o Flamengo. Jogando em Brasília contra o Vasco, o Rubro-Negro não perdoou e fez quatro a um em cima do rival Vasco. Com dois de Gabriel, um de Arrascaeta e outro golaço de Bruno Henrique, o Fla decretou sua vitória por quatro a um. Leandro Castán fez o de honra para o Gigante da Colina. Os três pontos deram ao Fla a segunda posição, à frente do Palmeiras, com apenas dois pontos a menos que o Santos. Já o Vasco está em 15º lugar.

Fora de casa, o Verdão não aproveitou o vacilo do primeiro colocado. Jogando em Porto Alegre contra o Grêmio, o Palmeiras saiu na frente com Dudu, mas viu David Braz chutar forte e empatar a prévia do jogo de meio de semana pela Libertadores. Grêmio, 13º colocado, um, Palmeiras em terceiro, também um.
Pela parte de baixo da tabela, a Chapecoense se deu bem no clássico catarinense diante do Avaí. Um a zero para a Chape, que subiu uma posição, mas ainda continua na zona do rebaixamento em 17º lugar. O Avaí é o lanterna do torneio, ainda sem vencer no campeonato.

No Maracanã, o Fluminense deu bobeira e perdeu para o CSA por um a zero. Resultado que colocou o Tricolor das Laranjeiras de novo na zona do rebaixamento, com 12 pontos, na 18ª posição. O CSA tem um ponto a menos e é o 19º na tabela.

Bahia e Goiás empataram em um a um na Arena Fonte Nova. O resultado manteve o Tricolor de Aço na décima posição, enquanto o Esmeraldino pulou para o 12º lugar. 

No duelo entre Atlhetico Paranaense e Atlético Mineiro na Arena da Baixada, melhor para os donos da casa. Um a zero para o Furacão em cima do Galo. O time paranaense ganhou três posições e agora é o oitavo colocado, enquanto a equipe mineira se manteve no quarto lugar. 

Quem mostrou que quer brigar pelo título é o Corinthians, que jogando em casa bateu o Botafogo por dois a zero. O Timão é o sexto na tabela com os mesmos 27 pontos de São Paulo e Galo, mas fica atrás pela quantidade de gols marcados. O Fogão caiu duas posições e agora ocupa a nona colocação.

Fora de casa, o Internacional venceu o Fortaleza por um a zero. Wellington Silva fez o gol do Colorado, que agora é o sétimo na tabela. O Fortaleza está na 14ª posição.

Pela Série D, Manaus e Brusque fizeram a final da quarta divisão. O jogo terminou empatado em dois a dois. Nos pênaltis, a equipe catarinense se sagrou campeã. Parabéns, Brusque!

Reportagem, Raphael Costa