Menu

CARNAVAL: Antes de cair na folia ajude quem precisa de doação de sangue

Durante o feriado de carnaval, cai o número de doações.

Banners

O Brasil tem uma média de três milhões de doações de sangue por ano, número que está dentro da recomendação da OMS, Organização Mundial de Saúde (OMS). Apesar disso, em algumas épocas do ano esse número diminui por conta de festas como o carnaval. É o que explica o coordenador de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde, Flávio Vormitag.

 

“Nessas épocas de festividades, o carnaval entre elas, são vários dias de praticamente feriado, cai o número de doações. Por quê? As pessoas viajam tem outras prioridades, então o que existe é uma diminuição dos estoques dos hemocentros, dos bancos de sangue. De modo que nós sempre recomendamos e pedimos à população que não se esqueça que essas pessoas continuam precisando de sangue. E que esse ato de generosidade e de altruísmo do cidadão, ele não deixe de acontecer porque temos quatro, cinco ou seis dias de festas ou feriados”.

 

Por isso é importante que antes de cair na folia, você ajude a manter os estoques de sangue abastecidos. Essa ajuda, que é totalmente voluntária, pode salvar muitas vidas, afirma Flávio Vormitag.

 

“A doação de sangue é vital para muitas pessoas que sofrem de doenças crônicas, sofrem acidente ou precisam de cirurgias, porque o sangue é insubstituível! Não existe um substituto artificial fabricado para o sangue. Então a doação de sangue pode ajudar, pelo menos, quatro outras pessoas. Essa é a conta que nós fazemos. Mas em muitos casos até mais, porque pode tirar outros elementos do sangue que podem ajudar outras pessoas, mas no mínimo quatro pessoas”.

 

Podem doar sangue, pessoas com peso mínimo de 50 quilos que tenham entre 18 e 69 anos e jovens com idade entre 16 e 17 anos,  mas eles precisam de ter a autorização formal do responsável para serem voluntários. O candidato não deve estar cansado, não ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação e não deve estar em jejum. Além disso, no dia da doação é importante estar bem hidratado e continuar a hidratação em seguida, além de tomar o refresco ou o lanche que o local da coleta oferece. Para doar, é obrigatório levar um documento oficial com foto.

Janary Bastos Damacena



Cadastre-se

O Brasil tem uma média de três milhões de doações de sangue por ano, número que está dentro da recomendação da OMS, Organização Mundial de Saúde (OMS). Apesar disso, em algumas épocas do ano esse número diminui por conta de festas como o carnaval. É o que explica o coordenador de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde, Flávio Vormitag.

O Brasil tem uma média de três milhões de doações de sangue por ano, número que está dentro da recomendação da OMS, Organização Mundial de Saúde (OMS). Apesar disso, em algumas épocas do ano esse número diminui por conta de festas como o carnaval. É o que explica o coordenador de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde, Flávio Vormitag.

 
Por isso é importante que antes de cair na folia, você ajude a manter os estoques de sangue abastecidos. Essa ajuda, que é totalmente voluntária, pode salvar muitas vidas, afirma Flávio Vormitag.
 

“A doação de sangue é vital para muitas pessoas que sofrem de doenças crônicas, sofrem acidente ou precisam de cirurgias, porque o sangue é insubstituível! Não existe um substituto artificial fabricado para o sangue. Então a doação de sangue pode ajudar, pelo menos, quatro outras pessoas. Essa é a conta que nós fazemos. Mas em muitos casos até mais, porque pode tirar outros elementos do sangue que podem ajudar outras pessoas, mas no mínimo quatro pessoas”.

 
Podem doar sangue, pessoas com peso mínimo de 50 quilos que tenham entre 18 e 69 anos e jovens com idade entre 16 e 17 anos,  mas eles precisam de ter a autorização formal do responsável para serem voluntários. O candidato não deve estar cansado, não ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação e não deve estar em jejum. Além disso, no dia dadoação é importante estar bem hidratado e continuar a hidratação em seguida, além de tomar o refresco ou o lanche que o local da coleta oferece. Para doar, é obrigatório levar um documento oficial com foto.