Menu

CEPEA e CNA apontam PIB estável do agro em 2018

Segundo balanço, setor teve queda de apenas 0,01% no ano passado

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Créditos: Wenderson Araujo -CNA

Confirmando as estimativas publicadas pelo IBGE, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, em parceria com Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, divulgaram nesta quinta (21) um balanço sobre o PIB do agronegócio em 2018. Segundo a publicação, o setor rural apresentou uma estabilidade no comparativo com o ano anterior, apresentando uma queda de 0,01% no fechamento do ano.

Em dezembro de 2018, no entanto, a queda foi mais acentuada, com baixa de 0,1% no desempenho em comparação com o mês de novembro do mesmo ano. Questões como um aumento de custo de produção e a fraca demanda em alguns segmentos contribuíram para o resultado.

Segundo as informações, a pecuária teve uma queda em 2018 de 10,91%. Serviços, agroindústria e o setor primário também apresentaram baixas.

A agricultura teve um salto de 4,6% no resultado do PIB. Destaque para os insumos que subiram 16,36%, seguido dos agrosserviços, com resultado positivo de 5,74%, e a agroindústria, com expansão de 5,21%.

 

Raphael Costa

O repórter Raphael Costa formou-se em 2015 no Centro Universitário de Brasília (CEUB), mas deu início à sua carreira anteriormente. Originalmente paulista, começou em um programa de Rádio e TV local, até se mudar para Brasília. Com cerca de três anos de casa, é a voz que noticia esportes, agricultura e economia.


Cadastre-se

Confirmando as estimativas publicadas pelo IBGE, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, em parceria com Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, divulgaram nesta quinta (21) um balanço sobre o PIB do agronegócio em 2018. Segundo a publicação, o setor rural apresentou uma estabilidade no comparativo com o ano anterior, apresentando uma queda de 0,01% no fechamento do ano.

Em dezembro de 2018, no entanto, a queda foi mais acentuada, com baixa de 0,1% no desempenho em comparação com o mês de novembro do mesmo ano. Questões como um aumento de custo de produção e a fraca demanda em alguns segmentos contribuíram para o resultado.

Segundo as informações, a pecuária teve uma queda em 2018 de 10,91%. Serviços, agroindústria e o setor primário também apresentaram baixas.

A agricultura teve um salto de 4,6% no resultado do PIB. Destaque para os insumos que subiram 16,36%, seguido dos agrosserviços, com resultado positivo de 5,74%, e a agroindústria, com expansão de 5,21%.

Reportagem, Raphael Costa