Menu

Chuvas em Minas Gerais já causaram 55 mortes

Temporais já afetaram mais de 53 mil pessoas. Estado já têm mais de 8,5 mil desabrigados

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Foto: CNM

As fortes chuvas em Minas Gerais já foram a causa de pelo menos 55 mortes. O número foi atualizado na noite de quarta-feira (29) pela Defesa Civil do estado. A maior parte dos óbitos foi registrada na capital, Belo Horizonte, onde 13 pessoas morreram. Mas também foram contabilizadas mortes em outras 18 cidades.

Os temporais têm causado deslizamentos de terra e desabamentos - que causaram pelo menos 42 mortes. Nove pessoas foram carregadas pela correnteza e quatro se afogaram. O governo estima que mais de 53 mil e trezentos moradores já foram afetados pelas chuvas. Entre eles, quase 45 mil precisaram sair de casa e se abrigar com amigos e parentes. Outras 8 mil e quinhentas pessoas estão sem ter onde morar e se abrigam em escolas, ginásios e outros locais públicos. 137 cidades decretaram situação de emergência.

O governo estadual anunciou que vai adiantar repasses financeiros para que os municípios possam lidar com os danos causados pela chuva. Em Belo Horizonte a prefeitura anunciou que vai dobrar o número de trabalhadores para fazer a limpeza da capital e ajudar a minimizar os efeitos da chuva.

Daniel Marques



Cadastre-se

LOC.: As fortes chuvas em Minas Gerais já foram a causa de pelo menos 55 mortes. O número foi atualizado na noite de quarta-feira (29) pela Defesa Civil do estado. A maior parte dos óbitos foi registrada na capital, Belo Horizonte, onde 13 pessoas morreram. Mas também foram contabilizadas mortes em outras 18 cidades.

Os temporais têm causado deslizamentos de terra e desabamentos - que causaram pelo menos 42 mortes. Nove pessoas foram carregadas pela correnteza e quatro se afogaram. O governo estima que mais de 53 mil e trezentos moradores já foram afetados pelas chuvas. Entre eles, quase 45 mil precisaram sair de casa e se abrigar com amigos e parentes. Outras 8 mil e quinhentas pessoas estão sem ter onde morar e se abrigam em escolas, ginásios e outros locais públicos. 137 cidades decretaram situação de emergência.

O governo estadual anunciou que vai adiantar repasses financeiros para que os municípios possam lidar com os danos causados pela chuva. Em Belo Horizonte a prefeitura anunciou que vai dobrar o número de trabalhadores para fazer a limpeza da capital e ajudar a minimizar os efeitos da chuva.

Reportagem, Daniel Marques