Menu

Comer cogumelos duas vezes é benéfico para a memória, sugere estudo

Pesquisa realizada entre 2011 e 2017, na Universidade Nacional de Cingapura, reuniu dados de 663 chineses com mais de 60 anos

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners

Sabe aquele champignon que faz parte da receita do estrogonofe? Ele pode ajudar a prevenir problemas de memória e de fala em pessoas com mais de 60 anos. Essa informação foi divulgada no Journal of Alzheimer Disease e é de um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Nacional de Cingapura. 

De acordo com a pesquisa, um antioxidante encontrado nos cogumelos pode proteger o cérebro, melhorando o desempenho de raciocínio e processamento. Apesar deste resultado, não é possível comprovar uma relação direta entre o consumo de cogumelo e a melhora das funções cerebrais. 

O estudou começou em 2011 e terminou em 2017. Os dados utilizados para o resultado foram de 663 chineses com mais de 60 anos. Os participantes responderam durante os seis anos com qual frequência ingeriam cogumelos. Os pesquisadores descobriram que o consumo de duas porções por semana reduziu em 50% as chances de problemas cognitivos. 

Os tipos de cogumelo envolvidos no estudo foram: shitake, cogumelo-ostra, champignon, enoki e Portobello. 
 

Sara Rodrigues

Sara iniciou a carreira jornalística como estagiária da Agência do Rádio, em 2014. Foi repórter da UnBTV durante 1 ano e 6 meses e retornou para a redação da ARB como repórter. É responsável pela coluna Diversão em Pauta, e cobre Política Internacional.


Cadastre-se

Sabe aquele champignon que faz parte da receita do estrogonofe? Ele pode ajudar a prevenir problemas de memória e de fala em pessoas com mais de 60 anos. Essa informação foi divulgada no Journal of Alzheimer Disease e é de um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Nacional de Cingapura. 

De acordo com a pesquisa, um antioxidante encontrado nos cogumelos pode proteger o cérebro, melhorando o desempenho de raciocínio e processamento. Apesar deste resultado, não é possível comprovar uma relação direta entre o consumo de cogumelo e a melhora das funções cerebrais. 

O estudou começou em 2011 e terminou em 2017. Os dados utilizados para o resultado foram de 663 chineses com mais de 60 anos. Os participantes responderam durante os seis anos com qual frequência ingeriam cogumelos. Os pesquisadores descobriram que o consumo de duas porções por semana reduziu em 50% as chances de problemas cognitivos. 

Os tipos de cogumelo envolvidos no estudo foram: shitake, cogumelo-ostra, champignon, enoki e Portobello. 

Reportagem, Sara Rodrigues