Menu

Confiança da indústria sobre 0.8 ponto e atinge maior nível desde agosto, revela FGV

A credibilidade subiu em 12 dos 19 segmentos da indústria pesquisados

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Foto: EBC

Por Tainá Ferreira

O índice de confiança da Indústria atingiu o maior nível desde agosto do ano passado. Segundo pesquisa feita pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), o indicador subiu 0.8 ponto de janeiro para fevereiro deste ano e chegou a 99 pontos, em uma escala de zero a duzentos pontos.

A confiança subiu em 12 dos 19 segmentos da indústria pesquisados. O índice de confiança do empresário da indústria avançou de 1.8 ponto e foi para 98.8 pontos. Já a avaliação sobre o nível atual dos estoques subiu 4.7 pontos.

O Índice de Expectativas, por sua vez, recuou 0,3 ponto, para 99,2 pontos. A expectativa dos empresários em relação à evolução da situação dos negócios nos seis meses seguintes recuou 2,4 pontos.

Já o nível da Utilização da Capacidade Instalada subiu 0,4 ponto percentual em fevereiro, e chegou a 74,7%, registrando a primeira alta desde setembro do ano passado.

De acordo com a Fundação, a alta na confiança do empresário na indústria indica que o setor começa a se afastar do fraco desempenho do segundo semestre do ano passado.


 

Tainá Ferreira

Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB), Tainá começou na Empresa Júnior Movimento e depois atuou na TV universitária UnBTV. Depois de um tempo entrou para a redação do jornal Correio Braziliense e, após a experiência, partiu para a assessoria de imprensa.


Cadastre-se

O índice de confiança da Indústria atingiu o maior nível desde agosto do ano passado. Segundo pesquisa feita pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), o indicador subiu 0.8 ponto de janeiro para fevereiro deste ano e chegou a 99 pontos, em uma escala de zero a duzentos pontos.

A confiança subiu em 12 dos 19 segmentos da indústria pesquisados. O índice de confiança do empresário da indústria avançou de 1.8 ponto e foi para 98.8 pontos. Já a avaliação sobre o nível atual dos estoques subiu 4.7 pontos.

O Índice de Expectativas, por sua vez, recuou 0,3 ponto, para 99,2 pontos. A expectativa dos empresários em relação à evolução da situação dos negócios nos seis meses seguintes recuou 2,4 pontos.

Já o nível da Utilização da Capacidade Instalada subiu 0,4 ponto percentual em fevereiro, e chegou a 74,7%, registrando a primeira alta desde setembro do ano passado.

De acordo com a Fundação, a alta na confiança do empresário na indústria indica que o setor começa a se afastar do fraco desempenho do segundo semestre do ano passado.

Reportagem, Tainá Ferreira