Menu

COPA DO BRASIL: Inter despacha Cruzeiro e jogará a final contra o Furacão

Colorado vence time mineiro com tranquilidade e agora disputará o título contra Athletico, que eliminou o Grêmio nos pênaltis

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Crédito: Reprodução S.C.I.

A Copa do Brasil já tem definido os finalistas que vão duelar para saber quem leva o título de um dos campeonatos mais importantes do país. Dos jogos que movimentaram às semifinais da competição, nesta quarta-feira (4), o triunfo foi conquistado por Internacional e Athletico Paranaense, que eliminaram seus adversários.

O Colorado entrou em campo, no Beira-Rio, contra o Cruzeiro. O time gaúcho tinha a vantagem de ter vencido a primeira partida por um a zero. No entanto, quem esperava que a equipe comandada por Odair Hellman se acomodasse com o placar se enganou. 

Desde o primeiro minuto o Inter foi para cima. A Raposa tentava reagir, mas nas poucas chances que criava parava em Marcelo Lomba. Até que aos 39, Guerrero mostrou o porquê é um dos jogadores mais importantes do time. 

Após cruzamento de D'Alessandro para a área, o atacante peruano pegou a sobra e fez de cabeça. No segundo tempo, Guerrero fez de novo. Após tabela com Nico López, o camisa nove chutou forte e ampliou a vantagem com um golaço. Para sacramentar, Victor Cuesta lançou uma bola da defesa, Edenilson recebeu no ataque, nas costas dos zagueiros, e encobriu Fábio de maneira cruel para fechar a conta. Internacional finalista, três, Cruzeiro zero.

E o adversário da final será o Athletico Paranaense que, de maneira heroica, buscou o resultado no tempo normal e garantiu a classificação nos pênaltis. Nikão, aos 16 da primeira etapa, e Marco Rúben no início do segundo tempo igualaram o placar e levaram a decisão para os pênaltis. Na última cobrança, Pepê bateu e Santos fez ótima defesa para colocar de vez a equipe paranaense na decisão inédita.

Agora, as duas equipes fazem a primeira partida da decisão no próximo dia 11 de setembro. 

Raphael Costa

O repórter Raphael Costa formou-se em 2015 no Centro Universitário de Brasília (CEUB), mas deu início à sua carreira anteriormente. Originalmente paulista, começou em um programa de Rádio e TV local, até se mudar para Brasília. Com cerca de três anos de casa, é a voz que noticia esportes, agricultura e economia.


Cadastre-se

A Copa do Brasil já tem definido os finalistas que vão duelar para saber quem leva o título de um dos campeonatos mais importantes do país. Dos jogos que movimentaram às semifinais da competição, nesta quarta-feira (4), o triunfo foi conquistado por Internacional e Athletico Paranaense, que eliminaram seus adversários.

O Colorado entrou em campo, no Beira-Rio, contra o Cruzeiro. O time gaúcho tinha a vantagem de ter vencido a primeira partida por um a zero. No entanto, quem esperava que a equipe comandada por Odair Hellman se acomodasse com o placar se enganou. 

Desde o primeiro minuto o Inter foi para cima. A Raposa tentava reagir, mas nas poucas chances que criava parava em Marcelo Lomba. Até que aos 39, Guerrero mostrou o porquê é um dos jogadores mais importantes do time. 

Após cruzamento de D'Alessandro para a área, o atacante peruano pegou a sobra e fez de cabeça. No segundo tempo, Guerrero fez de novo. Após tabela com Nico López, o camisa nove chutou forte e ampliou a vantagem com um golaço. Para sacramentar, Victor Cuesta lançou uma bola da defesa, Edenilson recebeu no ataque, nas costas dos zagueiros, e encobriu Fábio de maneira cruel para fechar a conta. Internacional finalista, três, Cruzeiro zero.

E o adversário da final será o Athletico Paranaense que, de maneira heroica, buscou o resultado no tempo normal e garantiu a classificação nos pênaltis. Nikão, aos 16 da primeira etapa, e Marco Rúben no início do segundo tempo igualaram o placar e levaram a decisão para os pênaltis. Na última cobrança, Pepê bateu e Santos fez ótima defesa para colocar de vez a equipe paranaense na decisão inédita.

Agora, as duas equipes fazem a primeira partida da decisão no próximo dia 11 de setembro. 

Reportagem, Raphael Costa