Menu

Cruzeiro vence e Santos e Palmeiras empatam no Pacaembu

Vasco e Fluminense também ficam na igualdade

Banners

Não dá nem para sentir saudade da Copa. O Brasileirão, campeonato mais disputado do país, voltou e mostrou o porquê é o predileto da torcida. Cinco partidas na noite desta quinta-feira, com direito a três clássico no eixo Minas, Rio de Janeiro e São Paulo.


Começando pela terra do pão de queijo, virada azul. Jogando no Mineirão, Cruzeiro e América Mineiro buscavam afastar os três jogos sem vitória, e o Coelho deu o primeiro passo para tentar se livrar do mal retrospecto.

De virada, Cruzeiro vence América Mineiro por três a um


Após um chute diferenciado de fora da área, Christian abriu o placar para o América. No entanto, o Cruzeiro não postula aos principais títulos do país à toa. Três minutos após levar o gol, Arrascaeta empatou para a Raposa. Aos 14 da segunda etapa, foi a vez de Robinho marcar e virar para o time Celeste. Raniel fez cinco minutos depois e fechou a conta. Cruzeiro três, América Mineiro um.


Tudo igual no Pacaembu. Santos e Palmeiras entraram em campo com os objetivos distintos. O Peixe queria distância da zona da degola, enquanto o Verdão queria colar nas primeiras posições. E como se tornou quase uma regra sob o comando de Roger Machado, o Palmeiras marcou logo aos cinco minutos seguindo a principal lei do futebol, a lei do ex.


Lucas Lima, que jogou no Santos e teve uma saída conturbada, fez após bobeira da zaga alvinegra. Um a zero Palmeiras com comemoração provocativa, que rendeu amarelo para o meia. O Santos, sem uma organização tática e com uma escalação ofensiva escolhida por Jair Ventura, ia mais na vontade do que na técnica.


O jogo permaneceu equilibrado, mas a equipe palestrina tinha as principais chances. No segundo tempo, pouca coisa mudou. O jogo era duro e com pegadas fortes dos dois lados nas divididas. Eis que aos 29 da segunda etapa, após uma falta de Gustavo Scarpa, o zagueiro Gustavo Henrique fez de cabeça para o Peixe e deixou tudo igual. Final, Santos um, Palmeiras também um.


O mesmo placar marcou o clássico de São Januário. No duelo entre Vasco e Fluminense, Ríos marcou para o Gigante da Colina enquanto o jovem atacante Pedro igualou para o tricolor.
Chapecoense e Bahia também empataram em um a um na Arena Condá. Na Arena da Baixada, outro empate, mas com mais gols. Atlético Paranaense e Internacional marcaram dois gols cada.


Reportagem, Raphael Costa

 

Agência do Rádio



Conteúdos relacionados

Cadastre-se