Menu

CULTURA: Humor cearense é considerado patrimônio imaterial do estado

A lei Chico Anysio, como ficou conhecida, vai beneficiar mais de 200 artistas locais com uma verba de 1 milhão de reais.

Banners

LOC.: Dar aquela gargalhada de uma boa piada é muito bom. E ninguém melhor para provocar essas risadas do que os cearenses. Não é à toa que uma lei estadual sancionada na última semana, passou a considerar o humor do Ceará como patrimônio imaterial.
Para o humorista Adamastor Pitaco, um dos piadistas mais renomados em todo o Brasil, esse reconhecimento é justo pelo que representa o humor cearense para o resto do país

TEC./SONORA: Adasmator Pitaco, humorista

“O Ceará está para o humor, com a Bahia está para o axé. Esse reconhecimento é mais que justo. Não só por mim, mas pelos cearenses ilustres aí. Que bom ser reconhecido, fico muito feliz. E piada é muito bom.”

LOC.: A lei Chico Anysio, como ficou conhecida, vai beneficiar mais de 200 artistas locais com uma verba de 1 milhão de reais. Entre outras coisas, o dinheiro vai ser investido no projeto “Humor no meu bairro” que tem o objetivo de aproximar os humoristas da população. Provavelmente Adamastor Pitaco vai ser um deles. E para o artista, fazer cearense rir é uma tarefa difícil porque, segundo ele, todos já são humoristas naturais.

TEC./SONORA: Adasmator Pitaco, humorista

“Todo cearense é humorista, é um por habitante. Porque tem os famosos e também os anônimos que são muito bons. São desembargadores, juízes, médicos e empresários que são muito bons de piada também.”

LOC.: E se você for à Fortaleza, não deixe de visitar o Museu do Humor, localizado na Avenida da Universidade. O local é aberto de segunda a sábado de uma hora da tarde, às oito horas da noite. Além de expor itens que representam o humor do estado, toda sexta-feira, no teatro do museu, a risada está garantida com apresentações de vários humoristas cearenses.

Reportagem, Marquezan Araújo
 

 

Agência do Rádio



Conteúdos relacionados

Cadastre-se