Menu

Dia das mães pode gerar recorde de arrecadação no comércio do país, espera CNC

Expectativa do setor é de arrecadar quase R$ 10 bilhões. Perfumaria e cosméticos são itens mais procurados pelo consumidor

Banners
Foto: Gecom CNC

A segunda data mais importante para o comércio no país, o dia das mães, deve registrar alta nas vendas de 3,8%, em comparação ao volume negociado no ano passado. Os dados são da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, a CNC.

A expectativa positiva pode confirma o terceiro ano consecutivo de aumento real das vendas no comércio de todos estados, no dia das mães. A movimentação financeira nas lojas pode superar R$ 10 bilhões e registrar a maior arrecadação dos últimos cinco anos, quando o comércio negociou mais de R$ 9,5 bilhões.

De acordo com a CNC, o possível aumento das vendas no comércio durante o dia das mães pode ser atribuído a estabilização dos preços dos produtos e alta do dólar, que tonar os produtos nacionais mais atrativos ao consumidor.

Os segmentos que devem registrar maior interesse entre os consumidores são perfumaria e cosméticos, vestuário, calçados e acessórios.

Os itens que tiveram quedas de preços em relação ao índice de inflação foram maquiagem (-6,3%), tênis (-2,7%) e bolsas (-2,2%). Os artigos que tiveram valores registrados acima da inflação no período de compras para o dia das mães foram livros (+8,8%) e eletrodomésticos (+8,3%). 

Cristiano Carlos

Cristiano é jornalista formado pela Universidade Católica de Brasília, com larga experiência em emissoras de rádio, desde 2002. Como repórter trabalha na cobertura do Congresso Nacional, em Brasília, na produção de conteúdos sobre o dia a dia dos bastidores, da atuação dos parlamentares, nas comissões e nos plenários do Senado e Câmara dos Deputados. Acompanhou as campanhas eleitorais nacionais em 2014 e 2018. Também atua nas editorias de educação, saúde e esportes.


Cadastre-se

A segunda data mais importante para o comércio no país, o dia das mães, deve registrar alta nas vendas de 3,8%, em comparação ao volume negociado no ano passado. Os dados são da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, a CNC.

A expectativa positiva pode confirma o terceiro ano consecutivo de aumento real das vendas no comércio de todos estados, no dia das mães. A movimentação financeira nas lojas pode superar R$ 10 bilhões e registrar a maior arrecadação dos últimos cinco anos, quando o comércio negociou mais de R$ 9,5 bilhões.

De acordo com a CNC, o possível aumento das vendas no comércio durante o dia das mães pode ser atribuído a estabilização dos preços dos produtos e alta do dólar, que tonar os produtos nacionais mais atrativos ao consumidor.

Os segmentos que devem registrar maior interesse entre os consumidores são perfumaria e cosméticos, vestuário, calçados e acessórios.

Os itens que tiveram quedas de preços em relação ao índice de inflação foram maquiagem (-6,3%), tênis (-2,7%) e bolsas (-2,2%). Os artigos que tiveram valores registrados acima da inflação no período de compras para o dia das mães foram livros (+8,8%) e eletrodomésticos (+8,3%).

Reportagem, Cristiano Carlos