Menu

DIVERSÃO EM PAUTA: Chlöe Grace Moretz mostra excelente atuação no terror psicológico “Obsessão”

A atriz de “Se Eu Ficar” atua ao lado da aclamada francesa Isabelle Huppert, de “Elle”

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners

Estreia desta quinta-feira (13), “Obsessão” traz um roteiro de terror psicológico com furos, mas que ainda consegue agradar. Na trama, Clöe Grace Moretz interpreta Frances, que contracena com a aclamada atriz francesa Isabelle Huppert, que dá vida à Greta.

O longa é sobre a jovem Frances que mora em Nova York com uma amiga. Ela acaba de perder a mãe e, por isso, demonstra sinais de solidão. Quando decide fazer um ato de bondade, conhece a viúva Greta, que vive sozinha na cidade, e também manifesta indícios de isolamento.

Essa é uma temática muito interessante porque ambas as personagens principais tentam encontrar refúgio uma na outra, mesmo que inconscientemente. As duas se conectam imediatamente e passam a reconhecer na outra uma forma de superar a solidão. O problema é que para uma delas, é muito mais que isso.

O roteiro tem boas intenções, mas é óbvio na maior parte das vezes. Será que é realmente necessário a vida da protagonista sempre dar certo, e sempre ter um final feliz? Ao que tudo indica, “Obsessão” mostra que sim. O filme sempre acaba por beneficiar a mocinha, e isso transforma o terror psicológico em um “felizes para sempre”.

Clöe Grace Moretz, que já vem surpreendendo desde criança, mostra mais uma vez o potencial que tem nas telonas, e sem sombra de dúvidas ainda tem muito talento para mostrar. Com Isabelle Huppert, as cenas fluíram e foram cativantes. Ambas atuaram com perfeição.

A fotografia muito clara é um dos fatores que torna "Obsessão" diferente dos outros suspenses, nos quais as cenas são filmadas em sua maioria em lugares escuros e que transmitem mais medo.

Sara Rodrigues

Sara iniciou a carreira jornalística como estagiária da Agência do Rádio, em 2014. Foi repórter da UnBTV durante 1 ano e 6 meses e retornou para a redação da ARB como repórter. É responsável pela coluna Diversão em Pauta, e cobre Política Internacional.


Cadastre-se

Estreia desta quinta-feira (13), “Obsessão” traz um roteiro de terror psicológico com furos, mas que ainda consegue agradar. Na trama, Clöe Grace Moretz interpreta Frances, que contracena com a aclamada atriz francesa Isabelle Huppert, que dá vida à Greta.

O longa é sobre a jovem Frances que mora em Nova York com uma amiga. Ela acaba de perder a mãe e, por isso, demonstra sinais de solidão. Quando decide fazer um ato de bondade, conhece a viúva Greta, que vive sozinha na cidade, e também manifesta indícios de isolamento.

Essa é uma temática muito interessante porque ambas as personagens principais tentam encontrar refúgio uma na outra, mesmo que inconscientemente. As duas se conectam imediatamente e passam a reconhecer na outra uma forma de superar a solidão. O problema é que para uma delas, é muito mais que isso.

O roteiro tem boas intenções, mas é óbvio na maior parte das vezes. Será que é realmente necessário a vida da protagonista sempre dar certo, e sempre ter um final feliz? Ao que tudo indica, “Obsessão” mostra que sim. O filme sempre acaba por beneficiar a mocinha, e isso transforma o terror psicológico em um “felizes para sempre”.

Clöe Grace Moretz, que já vem surpreendendo desde criança, mostra mais uma vez o potencial que tem nas telonas, e sem sombra de dúvidas ainda tem muito talento para mostrar. Com Isabelle Huppert, as cenas fluíram e foram cativantes. Ambas atuaram com perfeição.

A fotografia muito clara é um dos fatores que torna "Obsessão" diferente dos outros suspenses, nos quais as cenas são filmadas em sua maioria em lugares escuros e que transmitem mais medo.

Reportagem, Sara Rodrigues