Menu

DIVERSÃO EM PAUTA: Sucesso na TV, "Vai Que Cola" volta ao cinema para contar como tudo começou

Você pode conferir essa divertida história no cinema a partir do dia 12 de setembro

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Foto: Primeira & Sétima Arte

A família mais famosa do Méier está de volta em “Vai Que Cola 2”, sequência do filme que trouxe o famoso programa de TV para as telas de cinema. Quatro anos após o lançamento do primeiro filme, o novo longa é, na verdade, uma prequela, ou seja, a história se passa antes dos acontecimentos do primeiro Vai Que Cola.

A história é sobre como Dona Jô, Jéssica, Teresinha, Ferdinando e Maicon se conheceram, de uma forma bem inusitada, e como criaram esse laço fora do comum. Tiziu, marido de Teresinha e dono do Morro do Cerol, aparece pela primeira vez para o público, e sua figura é uma surpresa e tanto. Porém, ele não é o único a fazer uma aparição surpresa durante o filme.

O foco do longa é o humor, por isso tudo vira piada. Mas, com certeza, os melhores momentos são as cenas que fazem referências a outros filmes. De Rei Leão (1994), a Xuxa em Lua de Cristal (1990) e até a cena icônica de Matrix (1999), todas extremamente engraçadas. Um ponto ruim de tudo ser piada é que em determinadas cenas ela não funciona e acaba deixando o espectador desconfortável com a situação.

Dessa vez sem Paulo Gustavo, o elenco continua com a mesma essência leve e divertida de sempre. Marcus Majella, que interpreta Ferdinando, é a grande estela e tem vários momentos de diva durante o filme. Com músicas originais criadas exclusivamente para o filme, a trilha sonora também é algo muito positivo e casa com as situações dos personagens, principalmente de Ferdinando.

Com facilidades no roteiro, como o personagem Sanderson que aparece só para amarrar algumas pontas soltas, “Vai Que Cola 2” conversa com o espectador sobre diversidade e amizade, além de nos agradar com momentos cômicos que mostram o verdadeiro jeitinho brasileiro de fazer humor no cinema.

Você pode conferir essa divertida história no cinema a partir do dia 12 de setembro.

Larissa Lago



Cadastre-se

A família mais famosa do Méier está de volta em “Vai Que Cola 2”, sequência do filme que trouxe o famoso programa de TV para as telas de cinema. Quatro anos após o lançamento do primeiro filme, o novo longa é, na verdade, uma prequela, ou seja, a história se passa antes dos acontecimentos do primeiro Vai Que Cola.

A história é sobre como Dona Jô, Jéssica, Teresinha, Ferdinando e Maicon se conheceram, de uma forma bem inusitada, e como criaram esse laço fora do comum. Tiziu, marido de Teresinha e dono do Morro do Cerol, aparece pela primeira vez para o público, e sua figura é uma surpresa e tanto. Porém, ele não é o único a fazer uma aparição surpresa durante o filme.

O foco do longa é o humor, por isso tudo vira piada. Mas, com certeza, os melhores momentos são as cenas que fazem referências a outros filmes. De Rei Leão (1994), a Xuxa em Lua de Cristal (1990) e até a cena icônica de Matrix (1999), todas extremamente engraçadas. Um ponto ruim de tudo ser piada é que em determinadas cenas ela não funciona e acaba deixando o espectador desconfortável com a situação.

Dessa vez sem Paulo Gustavo, o elenco continua com a mesma essência leve e divertida de sempre. Marcus Majella, que interpreta Ferdinando, é a grande estela e tem vários momentos de diva durante o filme. Com músicas originais criadas exclusivamente para o filme, a trilha sonora também é algo muito positivo e casa com as situações dos personagens, principalmente de Ferdinando.

Com facilidades no roteiro, como o personagem Sanderson que aparece só para amarrar algumas pontas soltas, “Vai Que Cola 2” conversa com o espectador sobre diversidade e amizade, além de nos agradar com momentos cômicos que mostram o verdadeiro jeitinho brasileiro de fazer humor no cinema.

Você pode conferir essa divertida história no cinema a partir do dia 12 de setembro.

Reportagem, Larissa Lago