Menu

Em meio à pandemia, exportação do café avançou em abril

Segundo o Cecafé, houve alta de 1,5% em relação ao mesmo período do ano passado

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Foto: Agência Brasil

A exportação do café avançou no mês de abril. Segundo dados do Conselho de Exportadores de Café (Cecafé), foram quase três milhões de sacas de café verde exportadas, o que representa uma alta de 1,5% em relação ao mesmo período do ano passado. 

Os principais compradores foram países da Europa e os Estados Unidos. Com isso, o Conselho de Exportadores de Café afirma que o estoque de passagem está quase zerado, o que é considerado positivo, ainda mais em meio à pandemia do novo coronavírus. 

Porém, houve queda nas exportações para o Japão, que recuaram 38% no mês passado. 

Nas demais variações de café, o arábica teve queda de 1,1% em abril. O número de sacas exportadas do café robusta foi de 313 mil. 

Agora, segundo o Conselho, o Brasil vai contar com a safra relativa a 2020/2021, já que o Brasil se encontra agora no início da colheita. A previsão da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) é que a safra 2020/2021 seja de até 62 milhões de sacas.
 

Jalila Arabi

Jornalista formada há 15 anos e pós-graduada em língua portuguesa, com experiência em redação, rádio e assessoria de imprensa. Antes de ingressar na redação do Brasil61, passou por importantes órgãos, como Inep/ MEC, Ministério do Desenvolvimento Agrário, Frente Nacional de Prefeitos e Federação Nacional dos Policiais Federais, além de realizar cobertura dentro do Congresso Nacional. Experiência também em gerenciamento de crise, redação, edição e revisão de textos, produção de conteúdo de rádio e assessoria.


Cadastre-se

LOC.: A exportação do café avançou no mês de abril. Segundo dados do Conselho de Exportadores de Café (Cecafé), foram quase três milhões de sacas de café verde exportadas, o que representa uma alta de 1,5% em relação ao mesmo período do ano passado. 

Os principais compradores foram países da Europa e os Estados Unidos. Com isso, o Conselho de Exportadores de Café afirma que o estoque de passagem está quase zerado, o que é considerado positivo, ainda mais em meio à pandemia do novo coronavírus. 

Porém, houve queda nas exportações para o Japão, que recuaram 38% no mês passado. 

Nas demais variações de café, o arábica teve queda de 1,1% em abril. O número de sacas exportadas do café robusta foi de 313 mil. 

Agora, segundo o Conselho, o Brasil vai contar com a safra relativa a 2020/2021, já que o Brasil se encontra agora no início da colheita. A previsão da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) é que a safra 2020/2021 seja de até 62 milhões de sacas.

Reportagem, Jalila Arabi.