Menu

Embrapa desenvolve pesquisa para utilização de drones no monitoramento de rebanhos

Objetivo é facilitar a contagem de animais, principalmente bois, e ter mais precisão nos resultados

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Créditos: Fabiano Bastos -Embrapa

Uma pesquisa realizada pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) vai testar a tecnologia dos drones para auxiliar criadores do campo, principalmente de gado. Segundo a instituição, as aeronaves podem sobrevoar a área e auxiliar os produtores na contagem do rebanho. O projeto é um dos aprovados na terceira chamada da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), instituição pública de incentivo à pesquisa acadêmica ligada ao governo paulista.

O pesquisador Jayme Barbedo é quem lidera o projeto na Embrapa. Ele afirma que a necessidade de se desenvolver essa tecnologia surgiu após encontros com a equipe do Ministério da Agricultura, e expuseram a necessidade de um controle dos animais, principalmente em propriedades que ficam em regiões de fronteira. Isso porque, além dos roubos e abates ilegais, existe a preocupação com os animais de outros países, que podem infectar o rebanho por conta da falta de vacinas.

Barbedo lembra ainda, que em muitas propriedades, pela vasta quantidade de animais no campo, o produtor não têm um controle de seu rebanho, necessidade que a pesquisa desenvolvida tenta suprir.

“O projeto mesmo, os experimentos específicos, devem começar a partir do mês que vem, e imaginamos que dentro de seis meses ou um ano, a gente já tenha resultados bastante sólidos sobre o real potencial dessa ferramenta e como conseguiremos implementar isso de maneira eficiente", detalhou o pesquisador.

Segundo o pesquisador, possivelmente o modelo ideal de negócios para esse serviço seja de empresas que se especializem nesse tipo de atendimento aos produtores de pequeno e médio porte, e que, no caso de grandes produtores, eles o façam de maneira independente.

O principal objetivo, segundo Jayme Barbedo, é de que essa contagem do rebanho ocorra de maneira mais rápida e com maior precisão.
 

Raphael Costa

O repórter Raphael Costa formou-se em 2015 no Centro Universitário de Brasília (CEUB), mas deu início à sua carreira anteriormente. Originalmente paulista, começou em um programa de Rádio e TV local, até se mudar para Brasília. Com cerca de três anos de casa, é a voz que noticia esportes, agricultura e economia.


Cadastre-se

Uma pesquisa realizada pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) vai testar a tecnologia dos drones para auxiliar criadores do campo, principalmente de gado. Segundo a instituição, as aeronaves podem sobrevoar a área e auxiliar os produtores na contagem do rebanho. O projeto é um dos aprovados na terceira chamada da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), instituição pública de incentivo à pesquisa acadêmica ligada ao governo paulista.

O pesquisador Jayme Barbedo é quem lidera o projeto na Embrapa. Ele afirma que a necessidade de se desenvolver essa tecnologia surgiu após encontros com a equipe do Ministério da Agricultura, e expuseram a necessidade de um controle dos animais, principalmente em propriedades que ficam em regiões de fronteira. Isso porque, além dos roubos e abates ilegais, existe a preocupação com os animais de outros países, que podem infectar o rebanho por conta da falta de vacinas.

Barbedo lembra ainda, que em muitas propriedades, pela vasta quantidade de animais no campo, o produtor não têm um controle de seu rebanho, necessidade que a pesquisa desenvolvida tenta suprir.
 

“O projeto mesmo, os experimentos específicos, devem começar a partir do mês que vem, e imaginamos que dentro de seis meses ou um ano, a gente já tenha resultados bastante sólidos sobre o real potencial dessa ferramenta e como conseguiremos implementar isso de maneira eficiente.”

Segundo o pesquisador, possivelmente o modelo ideal de negócios para esse serviço seja de empresas que se especializem nesse tipo de atendimento aos produtores de pequeno e médio porte, e que, no caso de grandes produtores, eles o façam de maneira independente.

O principal objetivo, segundo Jayme Barbedo, é de que essa contagem do rebanho ocorra de maneira mais rápida e com maior precisão.

Reportagem, Raphael Costa