Menu

ENTORNO DO DF: Mães relatam importância da amamentação na saúde dos filhos

A amamentação reduz em 13% a mortalidade infantil em crianças da faixa etária por causas evitáveis.

Banners
Créditos: Ítalo Novaes

O leite materno tem papel fundamental na vida dos recém-nascidos e de crianças com até cinco anos. Segundo o Ministério da Saúde, a amamentação reduz em 13% a mortalidade infantil em crianças da faixa etária por causas evitáveis. 

Por isso, a Semana Mundial da Amamentação (SMAM) tem o objetivo, neste ano, de conscientizar pais, familiares e toda a sociedade sobre o seu papel no apoio à prática do aleitamento materno. 

Janine Ginani, coordenadora da Saúde da Criança e aleitamento materno do ministério, fala mais sobre os benefícios da amamentação para a vida da criança.

“Amamentar evita doenças preveníveis que levam à mortalidade infantil, como diarreia, infecção respiratória. Tem impactos positivos na redução de alergias. Na vida adulta, é comprovado que a amamentação decresce o risco de desenvolver hipertensão, diabetes tanto tipo 1 quanto tipo 2, diminui as chances de obesidade e é reconhecida como a melhor fonte de nutrição para a criança.”

Créditos: Sabrine Cruz

Ariana Viana, 33 anos, mora no município de Valparaíso de Goiás e amamenta a pequena Elisa, de um ano. A estudante de fisioterapia conta do efeito positivo da amamentação para a filha.

“[Com a amamentação] minha filha é uma criança saudável, raramente tem problemas de saúde, não tem nenhuma alergia.”

Já a Jovana Stefany Tavares, 22 anos, é mãe da Maria Cecília de um ano e oito meses. A moradora de Planaltina sempre quis ter muito leite e amamentar, mas passou por muitas dificuldades no processo de amamentação. Mesmo assim, a jovem não desistiu.
 
“A amamentação é muito importante e ajuda. Quando a Maria está doentinha, é o peito que acalenta. Ela procura o peito para tudo, quando está feliz, quando está triste, com fome e por aí vai. Eu acho importante amamentar. No início é difícil, mas insista, porque vale a pena, principalmente pelo bebê.”

A amamentação tem um papel tão crucial que um estudo publicado em 2016 pela revista britânica The Lancet mostrou que 823 mil mortes de crianças e de 20 mil mães poderiam ter sido evitadas a cada ano em 75 países de baixa e média renda com a ampliação da amamentação.

A amamentação é a forma de proteção mais econômica e eficaz para redução da mortalidade infantil. Por isso, incentive todas as mulheres que você conhece a amamentarem os seus filhos. Amamentação. Incentive a família, alimente a vida. Para mais informações, acesse saude.gov.br/amamentacao. 

Agência do Rádio



Cadastre-se

LOC.: O leite materno tem papel fundamental na vida dos recém-nascidos e de crianças com até cinco anos. Segundo o Ministério da Saúde, a amamentação reduz em 13% a mortalidade infantil em crianças da faixa etária por causas evitáveis. 

Por isso, a Semana Mundial da Amamentação (SMAM) tem o objetivo, neste ano, de conscientizar pais, familiares e toda a sociedade sobre o seu papel no apoio à prática do aleitamento materno. 

Janine Ginani, coordenadora da Saúde da Criança e aleitamento materno do ministério, fala mais sobre os benefícios da amamentação para a vida da criança.

TEC./SONORA: Janine Ginani, coordenadora da Saúde da Criança e aleitamento materno do Ministério da Saúde. 

TEC./SONORA: Janine Ginani, coordenadora da Saúde da Criança e aleitamento materno do Ministério da Saúde

“Amamentar evita doenças preveníveis que levam à mortalidade infantil, como diarreia, infecção respiratória. Tem impactos positivos na redução de alergias. Na vida adulta, é comprovado que a amamentação decresce o risco de desenvolver hipertensão, diabetes tanto tipo 1 quanto tipo 2, diminui as chances de obesidade e é reconhecida como a melhor fonte de nutrição para a criança.”

LOC.: Ariana Viana, 33 anos, mora no município de Valparaíso de Goiás e amamenta a pequena Elisa, de um ano. A estudante de fisioterapia conta do efeito positivo da amamentação para a filha.

TEC./SONORA:  Ariana Viana, moradora de Valparaíso de Goiás. 

“[Com a amamentação] minha filha é uma criança saudável, raramente tem problemas de saúde, não tem nenhuma alergia.”

LOC.: Já a Jovana Stefany Tavares, 22 anos, é mãe da Maria Cecília de um ano e oito meses. A moradora de Planaltina sempre quis ter muito leite e amamentar, mas passou por muitas dificuldades no processo de amamentação. Mesmo assim, a jovem não desistiu. 

TEC./SONORA:  Jovana Stefany Tavares

“A amamentação é muito importante e ajuda. Quando a Maria está doentinha, é o peito que acalenta. Ela procura o peito para tudo, quando está feliz, quando está triste, com fome e por aí vai. Eu acho importante amamentar. No início é difícil, mas insista, porque vale a pena, principalmente pelo bebê.”

LOC.: A amamentação tem um papel tão crucial que um estudo publicado em 2016 pela revista britânica The Lancet mostrou que 823 mil mortes de crianças e de 20 mil mães poderiam ter sido evitadas a cada ano em 75 países de baixa e média renda com a ampliação da amamentação.

A amamentação é a forma de proteção mais econômica e eficaz para redução da mortalidade infantil. Por isso, incentive todas as mulheres que você conhece a amamentarem os seus filhos. Amamentação. Incentive a família, alimente a vida. Para mais informações, acesse saude.gov.br/amamentacao.