Menu

Escolas cívico-militares estarão em 23 estados e no Distrito Federal em 2020

No total, serão destinados R$ 54 milhões para estas escolas, sendo R$ 1 milhão por instituição de ensino

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Foto: Agência Brasil

LOC.: O Ministério da Educação anunciou nesta quinta-feira (21) a localização das 54 escolas públicas selecionadas para o Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares em 2020. Destas, 38 são escolas estaduais e 16 municipais, localizadas em 23 estados e no Distrito Federal. Cerca de mil militares da reserva das Forças Armadas, policiais e bombeiros militares da ativa vão atuar na gestão educacional das instituições.

No total, serão destinados R$ 54 milhões para estas escolas, sendo R$ 1 milhão por instituição de ensino. No caso, serão dois modelos. Em um, o MEC vai repassar R$ 28 milhões para o Ministério da Defesa arcar com os pagamentos dos militares da reserva das Forças Armadas. Já os outros R$ 26 milhões vão para o governo local aplicar nas infraestruturas das unidades com materiais escolares e pequenas reformas. Nestas escolas, vão atuar policiais e bombeiros militares.

Vale destacar que todos os professores e gestores envolvidos no programa vão passar por uma capacitação. Além disso, antes do início das aulas, pontos focais das secretarias de Educação estaduais e municipais, diretores, professores, militares e profissionais de educação vão participar de uma formação presencial ou a distância.

Entre os temas que serão abordados estão o projeto político-pedagógico, as normas de conduta, avaliação e supervisão escolar, além da apresentação das regras de funcionamento das escolas e as atribuições de cada profissional.

 

Cintia Moreira

Em uma de suas experiências profissionais ganhou um prêmio jornalístico e jura que não tem pautas de preferência. Sua única preferência é que tenham pautas.


Conteúdos relacionados

Cadastre-se

LOC.: O Ministério da Educação anunciou nesta quinta-feira (21) a localização das 54 escolas públicas selecionadas para o Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares em 2020. Destas, 38 são escolas estaduais e 16 municipais, localizadas em 23 estados e no Distrito Federal. Cerca de mil militares da reserva das Forças Armadas, policiais e bombeiros militares da ativa vão atuar na gestão educacional das instituições.

No total, serão destinados R$ 54 milhões para estas escolas, sendo R$ 1 milhão por instituição de ensino. No caso, serão dois modelos. Em um, o MEC vai repassar R$ 28 milhões para o Ministério da Defesa arcar com os pagamentos dos militares da reserva das Forças Armadas. Já os outros R$ 26 milhões vão para o governo local aplicar nas infraestruturas das unidades com materiais escolares e pequenas reformas. Nestas escolas, vão atuar policiais e bombeiros militares.

Vale destacar que todos os professores e gestores envolvidos no programa vão passar por uma capacitação. Além disso, antes do início das aulas, pontos focais das secretarias de Educação estaduais e municipais, diretores, professores, militares e profissionais de educação vão participar de uma formação presencial ou a distância.

Entre os temas que serão abordados estão o projeto político-pedagógico, as normas de conduta, avaliação e supervisão escolar, além da apresentação das regras de funcionamento das escolas e as atribuições de cada profissional.

Reportagem, Cintia Moreira