Menu

ESPECIAL SAÚDE DA MULHER: Vacinar é proteger toda a população

Todas as mulheres em qualquer idade têm recomendação de se vacinarem

Banners

O mês de Março é conhecido como o mês da mulher. E entender que esse período deve ser mais do que apenas uma homenagem, é parte importante para o reconhecimento da igualdade entre homens e mulheres. Por isso, quando falamos em igualdade, é preciso destacar que oferecer mais serviços de saúde para as mulheres, como vacinas específicas, é uma forma de melhorar a qualidade de vida de toda a população. E é isso o que explica a coordenadora substituta do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Ana Goretti. 

 

“A mulher tem um papel de grande importância na saúde, não só dela, mas como de toda família. E vacinar é um ato não só de promoção de saúde, como é principalmente um ato de responsabilidade social, porque ela se protegendo, ela protege a toda a família e a toda a sua comunidade”.

 

Nesse caso, é importante destacar que aquelas notícias mentirosas, mas que parecem ser informações verdadeiras - as chamadas Fake News; podem prejudicar a vida das pessoas, principalmente quando tratam de assuntos ligados à saúde. Por isso a coordenadora substituta do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Ana Goretti, fala que é importante buscar informações em canais de comunicação sérios.

 

“As vacinas distribuídas pelo Ministério da Saúde São vacinas muito seguras, são vacinas que estão indicadas para cada uma das faixas etárias e que trazem um bem enorme para a saúde da nossa população. Quando tiver alguma dúvida em relação à questão do uso de alguma das vacinas que fazem parte do calendário Nacional de Imunização, que busquem essas informações no site do Ministério da Saúde ou então em sites como o da Sociedade Brasileira de Imunização, de Infectologia, de Pediatria, de Obstetrícia e Ginecologia, para que elas sejam de fato informadas da melhor forma possível e que elas não escutam informações equivocadas”.

 

Todas as mulheres em qualquer idade têm recomendação de se vacinarem contra doenças específicas. Algumas dessas doenças só podem ser evitadas por meio da vacinação. Para saber mais acesse saúde.gov.br/vacinação.

 

Reportagem, Janary Damacena.

 

 

Janary Bastos Damacena



Cadastre-se

O mês de Março é conhecido como o mês da mulher. E entender que esse período deve ser mais do que apenas uma homenagem, é parte importante para o reconhecimento da igualdade entre homens e mulheres. Por isso, quando falamos em igualdade, é preciso destacar que oferecer mais serviços de saúde para as mulheres, como vacinas específicas, é uma forma de melhorar a qualidade de vida de toda a população. E é isso o que explica a coordenadora substituta do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Ana Goretti. 

“A mulher tem um papel de grande importância na saúde, não só dela, mas como de toda família. E vacinar é um ato não só de promoção de saúde, como é principalmente um ato de responsabilidade social, porque ela se protegendo, ela protege a toda a família e a toda a sua comunidade”.

Nesse caso, é importante destacar que aquelas notícias mentirosas, mas que parecem ser informações verdadeiras - as chamadas Fake News; podem prejudicar a vida das pessoas, principalmente quando tratam de assuntos ligados à saúde. Por isso a coordenadora substituta do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Ana Goretti, fala que é importante buscar informações em canais de comunicação sérios.

"As vacinas distribuídas pelo Ministério da Saúde São vacinas muito seguras, são vacinas que estão indicadas para cada uma das faixas etárias e que trazem um bem enorme para a saúde da nossa população. Quando tiver alguma dúvida em relação à questão do uso de alguma das vacinas que fazem parte do calendário Nacional de Imunização, que busquem essas informações no site do Ministério da Saúde ou então em sites como o da Sociedade Brasileira de Imunização, de Infectologia, de Pediatria, de Obstetrícia e Ginecologia, para que elas sejam de fato informadas da melhor forma possível e que elas não escutam informações equivocadas”


Todas as mulheres em qualquer idade têm recomendação de se vacinarem contra doenças específicas. Algumas dessas doenças só podem ser evitadas por meio da vacinação. Para saber mais acesse saúde.gov.br/vacinação.