Menu

FINDESLAB: Programa que estimula soluções inovadoras encerra inscrições em 4 de outubro

Iniciativa faz parte do projeto da Federação das Indústrias do ES. Ideia é que startups proponham soluções para desafios propostos por grandes empresas

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Foto: divulgação

Com o objetivo de encontrar soluções, por meio de startups, para desafios propostos por empresas como Vale, Shell e Unimed, o FindesLab está com inscrições abertas para o Programa de Empreendedorismo Industrial. Iniciativa da Federação das Indústrias do Espírito Santo (FINDES), o projeto é uma nova alternativa para quem quer inovar no setor da indústria. Os empreendedores interessados podem se inscrever até 4 de outubro pela internet

O programa vai selecionar 20 startups nessa primeira etapa de seleção, das quais sobrarão 16. As empresas selecionadas vão receber suporte do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e instituições parceiras em mentorias e capacitações, inclusive as que são de fora do Espírito Santo, sede do FindesLab. 

“Esse programa atua baseado em inovação aberta e conecta os desafios das grandes empresas com soluções propostas por startups, spin offs (empresa derivada de outra empresa) e empreendedores que tenham boas ideias, ideias inovadoras, para solucionar esses desafios. Esse trabalho vai ser feito aqui, com nosso apoio”, explica a diretora de Inovação do SESI/SENAI do Espírito Santo, Juliana Gavini.

Os projetos selecionados devem seguir na linha de produtos, serviços, processos ou modelos de negócio inovadores. Também será oferecido um aporte de até R$ 200 mil por projeto, além de bolsa de extensão tecnológica de R$ 2 mil mensais durante um ano. 

“A comunidade empreendedora tem sido muito receptiva a esses desafios das empresas e entendeu que o FindesLab é um espaço aberto. E, como um bom hub (espaço que reúne empresas de base tecnológica), nossa missão é conectar”, ressalta Juliana.

Arte: Ítalo Novais/ Agência do Rádio Mais

Startups
Dados da Associação Brasileira de Startups mostram que o Espírito Santo possui 116 das 13 mil empresas dessa categoria, principalmente com atuação nas áreas de educação, vendas e marketing. A maioria delas está nas cidades de Vitória (80) e Vila Velha (18).

Desenvolvimento 
Para o presidente da Federação das Indústrias do Espírito Santo (FINDES), Leonardo de Castro, a ideia do FindesLab é abrir uma porta para o futuro e permitir a expansão do ecossistema dos novos negócios.

“Acreditamos que o novo ciclo de desenvolvimento do Espírito Santo será fruto do surgimento de uma indústria mais inovadora e tecnológica. Não há nada mais inclusivo para a sociedade do que a inovação”, pontua Castro.

Apesar de ser uma iniciativa da indústria capixaba, o FindesLab se encaixa como um ponto focal para as empresas e empreendedores que buscam desenvolver ideias e soluções para os negócios em todo o país. Essa oportunidade, na avaliação do deputado federal Evair de Melo (PP-ES), representa um avanço no setor de tecnologia e inovação. 

“A nossa educação ficou muito tempo à parte daquele compromisso real da sociedade e essas inovações vêm não só para produzir riqueza, mas para facilitar nossa vida, para trazer mais agilidade. Eu acho que o Findeslab é a pura expressão do conhecimento aplicado”, opinou.
 

Jalila Arabi



Cadastre-se

LOC.: Com o objetivo de encontrar soluções, por meio de startups, para desafios propostos por empresas como Vale, Shell e Unimed, o FindesLab está com inscrições abertas para o Programa de Empreendedorismo Industrial. Iniciativa da Federação das Indústrias do Espírito Santo (FINDES), o projeto é uma nova alternativa para quem quer inovar no setor da indústria. Os empreendedores interessados podem se inscrever até 4 de outubro pela internet. 

O programa vai selecionar 20 startups nessa primeira etapa de seleção, das quais sobrarão 16. As empresas selecionadas vão receber suporte do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e instituições parceiras em mentorias e capacitações, inclusive as que são de fora do Espírito Santo, sede do FindesLab. Quem dá mais detalhes é a diretora de Inovação do SESI/SENAI do Espírito Santo, Juliana Gavini. 
 

“Esse programa atua baseado em inovação aberta e conecta os desafios das grandes empresas com soluções propostas por startups, spin offs (empresa derivada de outra empresa) e empreendedores que tenham boas ideias, ideias inovadoras, para solucionar esses desafios. Esse trabalho vai ser feito aqui, com nosso apoio.” 

LOC.: Os projetos selecionados devem seguir na linha de produtos, serviços, processos ou modelos de negócio inovadores. Também será oferecido um aporte de até R$ 200 mil por projeto, além de bolsa de extensão tecnológica de R$ 2 mil mensais durante um ano. 

Para o presidente da Federação das Indústrias do Espírito Santo, Leonardo de Castro, a ideia do FindesLab é abrir uma porta para o futuro e permitir a expansão do ecossistema dos novos negócios.
 

“Empresas como Shell, Arcelor Mittal, Vale já escolheram o Findeslab como um de seus locais para desenvolver soluções tecnológicas. Isso é um movimento que contribui para a escolha que tem sido feita da sociedade do Espírito Santo, a escolha da inovação como sendo o pilar principal de um novo ciclo de desenvolvimento.” 

LOC.: Apesar de ser uma iniciativa da indústria capixaba, o FindesLab se encaixa como um ponto focal para as empresas e empreendedores que buscam desenvolver ideias e soluções para os negócios em todo o país. Essa oportunidade, na avaliação do deputado federal Evair de Melo (PP-ES), representa um avanço no setor de tecnologia e inovação. 

“A nossa educação ficou muito tempo à parte daquele compromisso real da sociedade e essas inovações vêm não só para produzir riqueza, mas para facilitar nossa vida, para trazer mais agilidade. Eu acho que o FindesLab é a pura expressão do conhecimento aplicado.”

LOC.: As inscrições para o Programa de Empreendedorismo Industrial seguem até dia 4 de outubro e devem ser feitas no endereço findeslab.com.br. Mais informações também podem ser consultadas pelo telefone: (27) 3334-5926. Repetindo: (27) 3334-5926

Reportagem, Jalila Arabi