Menu

Fla empata no sufoco e garante vaga nas oitavas

Palmeiras aproveita vacilo do Cruzeiro e garante melhor campanha da fase de grupos

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Créditos: Alexandre Vidal/ Flamengo

Futebol e cinema são completamente capazes de andar lado a lado. Na rodada desta quarta-feira, o drama e os roteiros épicos testaram os corações dos torcedores de várias torcidas.

Começando pela Libertadores. Com drama e muita aflição para a Nação, o Flamengo espantou o fantasma da eliminação na fase de grupos e garantiu a classificação para as oitavas de final. Diante de um Peñarol pouco agressivo, o Rubro-Negro empilhou chances desperdiçadas, as principais delas com Gabriel e Vitinho. E o que era drama quase vira terror, já que aos 18 do segundo tempo o lateral Pará foi expulso após tomar o segundo amarelo. Apesar disso, o time uruguaio não conseguiu marcar e foi eliminado dentro de casa, já que a LDU derrotou o San José, em Quito. Final, Penãrol zero, Flamengo, zero. Com 10 pontos e melhor saldo de gol, o Fla avançou para a próxima fase como primeiro colocado do grupo D.

Quem também precisava de apenas um empate para se classificar, mas não deu sopa pro azar foi o Grêmio. Em casa, o Tricolor Gaúcho não teve problemas e venceu a Universidad Católica, do Chile, por dois a zero. Alisson e Thaciano fizeram os gols que garantiram a segunda posição no grupo H e a vaga nas oitavas de final. 

Classificado com uma rodada de antecedência, o Palmeiras entrou em campo contra o San Lorenzo, da Argentina, e garantiu a melhor campanha após vencer por um a zero em casa, gol de Gustavo Scarpa. E o Verdão só conseguiu isso graças ao vacilo do Cruzeiro, que perdeu no Mineirão para a equipe equatoriana do Emelec por dois a um. O Verdão tomou a melhor campanha geral da Raposa, pois terminou a primeira fase com 15 pontos, assim como a equipe celeste, mas com melhor saldo de gols. 

E também teve história dramática e de muito heroísmo na Liga dos Campeões. Em mais uma semifinal de tirar o fôlego, o Tottenham provou que não existe impossível no futebol. O time inglês entrou em campo precisando vencer o Ajax, fora de casa, para cavar uma vaga na final pela primeira vez em sua história. E logo na primeira etapa, um balde de água fria caiu sobre os ingleses, quando De Ligt e Ziyech aumentaram a vantagem dos donos da casa. No entanto, no segundo tempo, o atacante brasileiro Lucas Moura, ex-São Paulo, colocou a bola debaixo do braço e resolveu. Foi dele os três gols do Tottenham, o último nos acréscimos, que garantiram a vitória e a classificação dos Spurs. Final, Ajax dois, Tottenham três. Agora, o time de Londres fará uma final inglesa na Liga dos Campeões, já que o adversário da decisão será o Liverpool. A final está marcada para o dia primeiro de junho, em Madrid.

E tem mais roteiro que promete emocionar os apaixonados pela bola nesta quinta. Classificado, o Athletico Paranaense vai até a La Bombonera, em Buenos Aires, encarar o Boca Juniors e tentar defender a liderança do grupo G. Os dois times já estão classificados.

Raphael Costa

O repórter Raphael Costa formou-se em 2015 no Centro Universitário de Brasília (CEUB), mas deu início à sua carreira anteriormente. Originalmente paulista, começou em um programa de Rádio e TV local, até se mudar para Brasília. Com cerca de três anos de casa, é a voz que noticia esportes, agricultura e economia.


Cadastre-se

Futebol e cinema são completamente capazes de andar lado a lado. Na rodada desta quarta-feira, o drama e os roteiros épicos testaram os corações dos torcedores de várias torcidas.

Começando pela Libertadores. Com drama e muita aflição para a Nação, o Flamengo espantou o fantasma da eliminação na fase de grupos e garantiu a classificação para as oitavas de final. Diante de um Peñarol pouco agressivo, o Rubro-Negro empilhou chances desperdiçadas, as principais delas com Gabriel e Vitinho. E o que era drama quase vira terror, já que aos 18 do segundo tempo o lateral Pará foi expulso após tomar o segundo amarelo. Apesar disso, o time uruguaio não conseguiu marcar e foi eliminado dentro de casa, já que a LDU derrotou o San José, em Quito. Final, Penãrol zero, Flamengo, zero. Com 10 pontos e melhor saldo de gol, o Fla avançou para a próxima fase como primeiro colocado do grupo D.

Quem também precisava de apenas um empate para se classificar, mas não deu sopa pro azar foi o Grêmio. Em casa, o Tricolor Gaúcho não teve problemas e venceu a Universidad Católica, do Chile, por dois a zero. Alisson e Thaciano fizeram os gols que garantiram a segunda posição no grupo H e a vaga nas oitavas de final. 

Classificado com uma rodada de antecedência, o Palmeiras entrou em campo contra o San Lorenzo, da Argentina, e garantiu a melhor campanha após vencer por um a zero em casa, gol de Gustavo Scarpa. E o Verdão só conseguiu isso graças ao vacilo do Cruzeiro, que perdeu no Mineirão para a equipe equatoriana do Emelec por dois a um. O Verdão tomou a melhor campanha geral da Raposa, pois terminou a primeira fase com 15 pontos, assim como a equipe celeste, mas com melhor saldo de gols. 

E também teve história dramática e de muito heroísmo na Liga dos Campeões. Em mais uma semifinal de tirar o fôlego, o Tottenham provou que não existe impossível no futebol. O time inglês entrou em campo precisando vencer o Ajax, fora de casa, para cavar uma vaga na final pela primeira vez em sua história. E logo na primeira etapa, um balde de água fria caiu sobre os ingleses, quando De Ligt e Ziyech aumentaram a vantagem dos donos da casa. No entanto, no segundo tempo, o atacante brasileiro Lucas Moura, ex-São Paulo, colocou a bola debaixo do braço e resolveu. Foi dele os três gols do Tottenham, o último nos acréscimos, que garantiram a vitória e a classificação dos Spurs. Final, Ajax dois, Tottenham três. Agora, o time de Londres fará uma final inglesa na Liga dos Campeões, já que o adversário da decisão será o Liverpool. A final está marcada para o dia primeiro de junho, em Madrid.

E tem mais roteiro que promete emocionar os apaixonados pela bola nesta quinta. Classificado, o Athletico Paranaense vai até a La Bombonera, em Buenos Aires, encarar o Boca Juniors e tentar defender a liderança do grupo G. Os dois times já estão classificados.

Reportagem, Raphael Costa