Menu

Flamengo atropela San José e fica a um empate das oitavas da Liberta

Rubro-Negro jogou com um a mais desde os primeiros quatro minutos. Foi a maior vitória de um clube até agora na competição

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Foto: reprodução - Alexandre Vidal/Flamengo

O torcedor Rubro-Negro acordou feliz na manhã desta quinta-feira (12), depois da goleada de seis a um que o Flamengo aplicou para cima do San José, da Bolívia, no Maracanã. No maior placar até agora desta edição da Libertadores, Diego abriu o marcador logo aos quatro minutos de jogo de cabeça dentro da área. No mesmo minuto, o zagueiro Toco fez falta em Bruno Henrique na grande área e foi expulso. O atacante ficaria cara a cara com o goleiro Lampe.

Depois, o time deslanchou na partida. Éverton Ribeiro fez dois gols, Arrascaeta também fez o dele, o atacante Vitinho marcou o quinto, e o sexto foi gol contra de Gutiérrez. Saucedo foi quem diminuiu a goleada no Maracanã. A vitória recolocou o Flamengo na liderança do grupo D, eliminando os bolivianos da competição. Um empate na próxima rodada antecipa a classificação Rubro-Negra para as oitavas.

Assim como há 20 anos pela final da Copa do Brasil de 1999, deu Juventude em Caxias do Sul. No reencontro das equipes pela terceira fase do torneio, o clube gaúcho levou a melhor e venceu o Botafogo por 2 a 1, e garantiu a vaga na quarta fase da competição nesta quinta-feira. Em Caxias do Sul, o Alvinegro até saiu na frente com Cícero aos 32 do primeiro tempo, mas teve Alex Santana expulso ainda no primeiro tempo. Foi quando Braian Rodríguez aproveitou para empatar aos 15 da segunda etapa. Já nos 44 minutos do fim do jogo, Dalberto virou a partida para enlouquecer a torcida alviverde no Alfredo Jaconi. A quarta fase é o próximo desafio do clube gaúcho.

Outro time que venceu na terceira fase da Copa do Brasil foi o Santos, após três a zero em cima do Atlético Goianiense, na Vila Belmiro. O Peixe voltou a jogar em sua casa após três meses de reforma do estádio. No primeiro tempo, o time pressionou o adversário até abrir o placar aos 44 minutos com o uruguaio Carlos Sánchez. Na segunda etapa, o menino da Vila Rodrygo fez o segundo gol já no primeiro minuto. O chutaço de fora da área foi parar no ângulo do goleiro Mauricio Kozlinski. O terceiro veio aos 39 novamente com o meia Sánchez. Com o resultado, o Peixe está na quarta fase do torneio nacional.

Pedro Marra

O jovem jornalista chegou à redação recém-formado e compõe a nossa equipe desde 2018. Com a experiência de ter sido repórter de esportes e cidades no Jornal de Brasília, suas pautas preferidas são educação e investigação.


Cadastre-se

O torcedor Rubro-Negro acordou feliz na manhã desta quinta-feira (12), depois da goleada de seis a um que o Flamengo aplicou para cima do San José, da Bolívia, no Maracanã. No maior placar até agora desta edição da Libertadores, Diego abriu o marcador logo aos quatro minutos de jogo de cabeça dentro da área. No mesmo minuto, o zagueiro Toco fez falta em Bruno Henrique na grande área e foi expulso. O atacante ficaria cara a cara com o goleiro Lampe.

Depois, o time deslanchou na partida. Éverton Ribeiro fez dois gols, Arrascaeta também fez o dele, o atacante Vitinho marcou o quinto, e o sexto foi gol contra de Gutiérrez. Saucedo foi quem diminuiu a goleada no Maracanã. A vitória recolocou o Flamengo na liderança do grupo D, eliminando os bolivianos da competição. Um empate na próxima rodada antecipa a classificação Rubro-Negra para as oitavas.

Assim como há 20 anos pela final da Copa do Brasil de 1999, deu Juventude em Caxias do Sul. No reencontro das equipes pela terceira fase do torneio, o clube gaúcho levou a melhor e venceu o Botafogo por 2 a 1, e garantiu a vaga na quarta fase da competição nesta quinta-feira. Em Caxias do Sul, o Alvinegro até saiu na frente com Cícero aos 32 do primeiro tempo, mas teve Alex Santana expulso ainda no primeiro tempo. Foi quando Braian Rodríguez aproveitou para empatar aos 15 da segunda etapa. Já nos 44 minutos do fim do jogo, Dalberto virou a partida para enlouquecer a torcida alviverde no Alfredo Jaconi. A quarta fase é o próximo desafio do clube gaúcho.

Outro time que venceu na terceira fase da Copa do Brasil foi o Santos, após três a zero em cima do Atlético Goianiense, na Vila Belmiro. O Peixe voltou a jogar em sua casa após três meses de reforma do estádio. No primeiro tempo, o time pressionou o adversário até abrir o placar aos 44 minutos com o uruguaio Carlos Sánchez. Na segunda etapa, o menino da Vila Rodrygo fez o segundo gol já no primeiro minuto. O chutaço de fora da área foi parar no ângulo do goleiro Mauricio Kozlinski. O terceiro veio aos 39 novamente com o meia Sánchez. Com o resultado, o Peixe está na quarta fase do torneio nacional.

Reportagem, Pedro Marra