Menu

FLORESTAL (MG): Com rompimento de barragem em Brumadinho, município pode ter surto de Dengue, Zika e Chikungunya

Banners

Florestal está em estado de alerta para a proliferação do mosquito que transmite a Dengue, Zika e Chikungunya. Isso porque o município é um dos que está na área afetada pelo rompimento da barragem em Brumadinho, e sofre com os impactos do desastre, como falta de água, contaminação dos mananciais, córregos e rios.

A luta pela sobrevivência obriga os moradores a armazenarem água dentro de casa. Esta ação, no entanto, pode contribuir para a reprodução do mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya. Por isso, esses reservatórios, como galões, caixas d’água e tambores, devem ser lavados constantemente e protegidos por telas. 

A agente administrativa Naiane Angelita, de 29 anos, conta que ficou muito impactada com o rompimento da Barragem, tão próximo a Florestal.  Ela acredita que as consequências não são apenas imediatas. Para ela, problemas como o mosquito transmissor de Dengue, Zika e Chikungunya podem acontecer mais para frente nas cidades afetadas.

“Preocupa sim, né? Porque a gente está muito próximo do rio Paraopeba. Então, como um município que é mais zona rural, digamos assim, a tendência é ser maior ainda se acontecer qualquer tipo de problema”. 

O diretor de Operação Metropolitana da Copasa, Rômulo Perillim, explica que, nesse momento delicado, é preciso redobrar a atenção com possíveis criadouros. A empresa é responsável pelo abastecimento de água da região.


“Jamais deixem água em galões sem tampa, sem cuidados, em locais que possam propiciar a proliferação de insetos; usar prioritariamente a caixa d’água normal, que tem em cada residência, que esta caixa d’água seja revisada a cada seis meses, que tenha tampa perfeitamente vedada.”

A Dengue, a Zika e a Chikungunya são doenças virais transmitidas pelo mesmo mosquito. A Dengue pode causar febre alta, dor de cabeça, dores no corpo, nas articulações e atrás dos olhos. A Zika causa febre baixa, dores de cabeça e nas articulações, manchas vermelhas na pele, coceira e vermelhidão dos olhos. A doença pode, ainda, provocar microcefalia em fetos e, por isso, o cuidado deve ser ainda maior com as gestantes. A Chikungunya tem como sintomas febre alta de início rápido, dores intensas nas articulações dos pés e mãos. Ela causa dores de cabeça, nos músculos e manchas vermelhas na pele. Para prevenir que essas doenças não cheguem na sua casa, ouça o recado da diretora de Vigilância Epidemiológica de Minas Gerais, Janaína Fonseca. 

“É muito importante que a população de Florestal tome alguns cuidados relacionados à eliminação do foco de água parada, que é o que vai gerar a eliminação do Aedes no território e minimizar, diminuir os casos de Dengue, Zika e Chikungunya. Eliminar todos os criadouros, garrafas retornáveis, depósitos de água, calhas e pingadeiras, entulhos, sucatas de ferro velho. Qualquer foco de água parada pode gerar proliferação de mosquito Aedes”. 

Vale lembrar que o mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya vive dentro de casa, tem hábitos diurnos e ataca, em geral, ao amanhecer e ao entardecer. Para mais informações, acesse saude.gov.br/combateaedes.


Comente...

Cadastre-se

LOC.: Florestal está em estado de alerta para a proliferação do mosquito que transmite a Dengue, Zika e Chikungunya. Isso porque o município é um dos que está na área afetada pelo rompimento da barragem em Brumadinho, e sofre com os impactos do desastre, como falta de água, contaminação dos mananciais, córregos e rios.

A luta pela sobrevivência obriga os moradores a armazenarem água dentro de casa. Esta ação, no entanto, pode contribuir para a reprodução do mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya. Por isso, esses reservatórios, como galões, caixas d’água e tambores, devem ser lavados constantemente e protegidos por telas. 

A agente administrativa Naiane Angelita, de 29 anos, conta que ficou muito impactada com o rompimento da Barragem, tão próximo a Florestal.  Ela acredita que as consequências não são apenas imediatas. Para ela, problemas como o mosquito transmissor de Dengue, Zika e Chikungunya podem acontecer mais para frente nas cidades afetadas.

“Preocupa sim, né? Porque a gente está muito próximo do rio Paraopeba. Então, como um município que é mais zona rural, digamos assim, a tendência é ser maior ainda se acontecer qualquer tipo de problema”. 
 

LOC: O diretor de Operação Metropolitana da Copasa, Rômulo Perillim, explica que, nesse momento delicado, é preciso redobrar a atenção com possíveis criadouros. A empresa é responsável pelo abastecimento de água da região.

“Jamais deixem água em galões sem tampa, sem cuidados, em locais que possam propiciar a proliferação de insetos; usar prioritariamente a caixa d’água normal, que tem em cada residência, que esta caixa d’água seja revisada a cada seis meses, que tenha tampa perfeitamente vedada.”

LOC.: A Dengue, a Zika e a Chikungunya são doenças virais transmitidas pelo mesmo mosquito. A Dengue pode causar febre alta, dor de cabeça, dores no corpo, nas articulações e atrás dos olhos. A Zika causa febre baixa, dores de cabeça e nas articulações, manchas vermelhas na pele, coceira e vermelhidão dos olhos. A doença pode, ainda, provocar microcefalia em fetos e, por isso, o cuidado deve ser ainda maior com as gestantes. A Chikungunya tem como sintomas febre alta de início rápido, dores intensas nas articulações dos pés e mãos. Ela causa dores de cabeça, nos músculos e manchas vermelhas na pele. Para prevenir que essas doenças não cheguem na sua casa, ouça o recado da diretora de Vigilância Epidemiológica de Minas Gerais, Janaína Fonseca. 

“É muito importante que a população de Florestal tome alguns cuidados relacionados à eliminação do foco de água parada, que é o que vai gerar a eliminação do Aedes no território e minimizar, diminuir os casos de Dengue, Zika e Chikungunya. Eliminar todos os criadouros, garrafas retornáveis, depósitos de água, calhas e pingadeiras, entulhos, sucatas de ferro velho. Qualquer foco de água parada pode gerar proliferação de mosquito Aedes”. 

LOC.: Vale lembrar que o mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya vive dentro de casa, tem hábitos diurnos e ataca, em geral, ao amanhecer e ao entardecer. Para mais informações, acesse saude.gov.br/combateaedes.