Menu

Ministério da Justiça mantém Força Nacional no combate ao desmatamento na Amazônia

A permanência dos militares será de 20 de outubro até 16 de abril de 2020 nas unidades de conservação federais

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Foto: Agência Brasil

A Força Nacional de Segurança Pública vai permanecer por mais 180 dias na região amazônica para atuar no combate ao desmatamento. A informação consta em uma portaria do Ministério da Justiça e Segurança Pública, publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (17).

A permanência dos militares será de 20 de outubro até 16 de abril de 2020 nas unidades de conservação federais, e terá apoio na fiscalização do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, o ICMBio.

A portaria diz ainda que a permanência da Força Nacional pode ser prorrogada, se for necessário.

 

Cintia Moreira

Em uma de suas experiências profissionais ganhou um prêmio jornalístico e jura que não tem pautas de preferência. Sua única preferência é que tenham pautas.


Cadastre-se

A Força Nacional de Segurança Pública vai permanecer por mais 180 dias na região amazônica para atuar no combate ao desmatamento. A informação consta em uma portaria do Ministério da Justiça e Segurança Pública, publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (17).

A permanência dos militares será de 20 de outubro até 16 de abril de 2020 nas unidades de conservação federais, e terá apoio na fiscalização do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, o ICMBio.

A portaria diz ainda que a permanência da Força Nacional pode ser prorrogada, se for necessário.

Reportagem, Cintia Moreira