Menu

GESTÃO: Ministro da Saúde avalia os primeiros 100 dias de governo

Nesta quinta-feira, 11 de abril, foi realizada uma cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília, onde o presidente Jair Bolsonaro e toda a equipe que gerencia os ministérios da Esplanada divulgaram as ações nos primeiros 100 dias de gestão./

Banners
Foto: Erasmo Salomão / MS

Nesta quinta-feira, 11 de abril, foi realizada uma cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília, onde o presidente Jair Bolsonaro e toda a equipe que gerencia os ministérios da Esplanada divulgaram as ações nos primeiros 100 dias de gestão./ Na área da saúde, as primeiras medidas foram para a melhoria da gestão do Sistema Único de Saúde e ampliação da oferta de serviços em benefício da população, como afirmou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. 

“Nesses primeiros 100 dias a gente deixou claro que a reorganização do sistema de saúde começa pela atenção primária. Nós permitimos abertura das unidades além de 40 horas, que era um único modelo que existia, então teremos 40h, 60h e 75h. Nós demos aos prefeitos a decisão de quais unidades funcionar com esses modelos, com isso, nos injetamos na atenção primária uma quantidade muito expressiva de recursos permitindo que ele se reorganizem”.

A vacinação é meta prioritária do Governo Federal, por isso, as medidas visam aumentar a quantidade de pessoas vacinadas no país. Nessa semana, o Ministério da Saúde lançou o Movimento Vacina Brasil, uma ação contínua por todo o ano para conscientizar cada vez mais a população sobre a importância da vacinação para a saúde pública, como explica o ministro Luiz Henrique Mandetta. 

“Parece que há um descompasso entre as inúmeras conquistas da sociedade, feitas pela ciência através de inúmeras vacinas, que são patrimônios da humanidade, e o atual conhecimento da importância das vacinas pelas pessoas”.

Nos 100 dias de Governo, o Ministério também criou uma força-tarefa para tornar os seis hospitais federais mais acessíveis e com melhores padrões de qualidade e segurança aos pacientes e a criação da Diretoria de Integridade, que fortalecerá a transparência da gestão pública e o combate à corrupção.
 

Janary Bastos Damacena



Cadastre-se

Nesta quinta-feira, 11 de abril, foi realizada uma cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília, onde o presidente Jair Bolsonaro e toda a equipe que gerencia os ministérios da Esplanada divulgaram as ações nos primeiros 100 dias de gestão./ Na área da saúde, as primeiras medidas foram para a melhoria da gestão do Sistema Único de Saúde e ampliação da oferta de serviços em benefício da população, como afirmou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. 


 

“Nesses primeiros 100 dias a gente deixou claro que a reorganização do sistema de saúde começa pela atenção primária. Nós permitimos abertura das unidades além de 40 horas, que era um único modelo que existia, então teremos 40h, 60h e 75h. Nós demos aos prefeitos a decisão de quais unidades funcionar com esses modelos, com isso, nos injetamos na atenção primária uma quantidade muito expressiva de recursos permitindo que ele se reorganizem”.

A vacinação é meta prioritária do Governo Federal, por isso, as medidas visam aumentar a quantidade de pessoas vacinadas no país. Nessa semana, o Ministério da Saúde lançou o Movimento Vacina Brasil, uma ação contínua por todo o ano para conscientizar cada vez mais a população sobre a importância da vacinação para a saúde pública, como explica o ministro Luiz Henrique Mandetta. 

 

“Parece que há um descompasso entre as inúmeras conquistas da sociedade, feitas pela ciência através de inúmeras vacinas, que são patrimônios da humanidade, e o atual conhecimento da importância das vacinas pelas pessoas”.

Nos 100 dias de Governo, o Ministério também criou uma força-tarefa para tornar os seis hospitais federais mais acessíveis e com melhores padrões de qualidade e segurança aos pacientes e a criação da Diretoria de Integridade, que fortalecerá a transparência da gestão pública e o combate à corrupção.