Menu

Inadimplência chega a 62,6 milhões de pessoas no mês de abril, aponta pesquisa

A maior parte das pendências (52%) está ligada aos bancos, que envolvem dívidas com cartão de crédito, cheque especial, financiamentos e empréstimos

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Foto: Agência Brasil

O Brasil encerrou o mês de abril com cerca de 62,6 milhões de pessoas negativadas, ou seja, mais de 40% da população adulta brasileira. Os dados são da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito, o SPC Brasil.

O levantamento aponta que a maior parte das pendências (52%) está ligada aos bancos, que envolvem dívidas com cartão de crédito, cheque especial, financiamentos e empréstimos. Em seguida, aparecem os segmentos do comércio (17%), de comunicações (12%) e de água e luz (10%).

A pesquisa também mostra que mais da metade dos inadimplentes está na faixa de 30 a 39 anos, com quase 18 milhões de pessoas nos cadastros de devedores.

Em termos proporcionais, o Norte continua sendo a região com maior participação de inadimplente: 47% da população, o que representa 5,71 milhões de negativados. Em seguida, aparecem Centro-Oeste, Sudeste, Nordeste e Sul.

 

Cintia Moreira

Com 3 anos de formação, Cintia sempre optou pelo radiojornalismo. Em uma de suas experiências profissionais ganhou um prêmio jornalístico e jura que não tem pautas de preferência. Sua única preferência é que tenham pautas.


Cadastre-se

O Brasil encerrou o mês de abril com cerca de 62,6 milhões de pessoas negativadas, ou seja, mais de 40% da população adulta brasileira. Os dados são da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito, o SPC Brasil.

O levantamento aponta que a maior parte das pendências (52%) está ligada aos bancos, que envolvem dívidas com cartão de crédito, cheque especial, financiamentos e empréstimos. Em seguida, aparecem os segmentos do comércio (17%), de comunicações (12%) e de água e luz (10%).

A pesquisa também mostra que mais da metade dos inadimplentes está na faixa de 30 a 39 anos, com quase 18 milhões de pessoas nos cadastros de devedores.

Em termos proporcionais, o Norte continua sendo a região com maior participação de inadimplente: 47% da população, o que representa 5,71 milhões de negativados. Em seguida, aparecem Centro-Oeste, Sudeste, Nordeste e Sul.

Reportagem, Cintia Moreira