Menu

Leilões de concessão de 12 aeroportos podem render R$ 3,5 bilhões, afirma Bolsonaro

Segundo os cálculos feitos pelo governo, a estimativa é arrecadar R$ 6,4 bilhões até o fim do ano, considerando a concessão de todos os aeroportos

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners

Com o intuito de concluir até março todas as concessões de aeroportos, o presidente Jair Bolsonaro afirmou, pelas redes sociais, que os leilões vão render três bilhões e meio de reais em investimentos em 12 terminais do país. Os leilões estão previstos para o próximo mês.

Segundo o presidente, estes aeroportos que serão concedidos estão previstos em três blocos: Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste. Entre os aeroportos, estão o de Recife, Maceió, Vitória e Cuiabá.

Bolsonaro disse ainda que essas concessões vão gerar qualidade no serviço, emprego e economia. Além disso, ressaltou que a meta faz parte do planejamento de ações dos 100 primeiros dias de gestão.

Segundo os cálculos feitos pelo governo, a estimativa é arrecadar R$ 6,4 bilhões até o fim do ano, considerando a concessão de todos os aeroportos. Além dos terminais aeroportuários, o Ministério da Infraestrutura ainda pretende arrendar com mais 10 terminais portuários e a Ferrovia Norte-Sul. O valor total estimado em investimentos com essa ação supera R$ 7 bilhões.
 

Cintia Moreira

Com 3 anos de formação, Cintia sempre optou pelo radiojornalismo. Em uma de suas experiências profissionais ganhou um prêmio jornalístico e jura que não tem pautas de preferência. Sua única preferência é que tenham pautas.


Conteúdos relacionados

Cadastre-se

Com o intuito de concluir até março todas as concessões de aeroportos, o presidente Jair Bolsonaro afirmou, pelas redes sociais, que os leilões vão render três bilhões e meio de reais em investimentos em 12 terminais do país. Os leilões estão previstos para o próximo mês.

Segundo o presidente, estes aeroportos que serão concedidos estão previstos em três blocos: Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste. Entre os aeroportos, estão o de Recife, Maceió, Vitória e Cuiabá.

Bolsonaro disse ainda que essas concessões vão gerar qualidade no serviço, emprego e economia. Além disso, ressaltou que a meta faz parte do planejamento de ações dos 100 primeiros dias de gestão.

Segundo os cálculos feitos pelo governo, a estimativa é arrecadar R$ 6,4 bilhões até o fim do ano, considerando a concessão de todos os aeroportos. Além dos terminais aeroportuários, o Ministério da Infraestrutura ainda pretende arrendar com mais 10 terminais portuários e a Ferrovia Norte-Sul. O valor total estimado em investimentos com essa ação supera R$ 7 bilhões.

Reportagem, Cintia Moreira