Menu

LIBERTADORES: Com três gols anulados pelo VAR, Grêmio e Fla empatam primeiro jogo

Bruno Henrique colocou o Mengão na frente, mas Pepê sai do banco e deixa tudo igual

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Créditos: Alexandre Vidal/ Flamengo

De tirar o fôlego. Na noite desta quarta-feira (2), o Brasil parou para ver um dos duelos mais aguardados do ano. Grêmio e Flamengo fizeram a partida de ida pela semifinal da Libertadores, em Porto Alegre, e empataram em um a um.

O placar, no entanto, não corresponde ao que aconteceu durante os 90 minutos. Fora de casa, o Mengão parecia jogar em seus domínios, mesmo sem o apoio da torcida. Se pudéssemos comparar com boxe, não seria exagero dizer que desde o começo a equipe carioca colocou o time gaúcho nas cordas, sem chance de defesa. Na primeira etapa, o Rubro Negro balançou a rede duas vezes, com Everton Ribeiro e Gabigol, mas o árbitro de vídeo interveio e anulou os dois gols, o primeiro por falta na jogada e o segundo por impedimento.

Na segunda etapa o cenário não mudou, e aos 23, Bruno Henrique subiu mais alto que a zaga gremista e tirou o grito de gol da garganta da Nação. Aos 34, Gabigol fez outro, mas de novo, impedido e anulado. A partida caminhava para a vitória do Mengão, mas Pepê, que entrou aos 36 minutos, tratou de marcar no fim da partida, após contra-ataque. Final, Grêmio um, Flamengo um. Para o jogo de volta, marcado para o dia 23 de outubro, no Maracanã, o time carioca tem a vantagem do empate sem gols. 

Já pelo Brasileirão, duas partidas atrasadas pela 21ª rodada também agitaram a noite desta quarta. A alegria maior foi dos visitantes. Na Arena Condá, o Corinthians bateu a Chapecoense por um a zero, gol de Danilo Avelar. A Chape segue na lanterna do campeonato, enquanto o Timão segue em quarto, mas empatou em número de pontos com o terceiro colocado Santos.

Em Minas Gerais, quem se deu bem foi o Vasco, que em uma virada emocionante, com direito a gol no fim da partida, derrotou o Atlético Mineiro por dois a um. O Gigante da Colina é o 13º colocado, o Galo está em 10º.

Raphael Costa

O repórter Raphael Costa formou-se em 2015 no Centro Universitário de Brasília (CEUB), mas deu início à sua carreira anteriormente. Originalmente paulista, começou em um programa de Rádio e TV local, até se mudar para Brasília. Com cerca de três anos de casa, é a voz que noticia esportes, agricultura e economia.


Cadastre-se

De tirar o fôlego. Na noite desta quarta-feira (2), o Brasil parou para ver um dos duelos mais aguardados do ano. Grêmio e Flamengo fizeram a partida de ida pela semifinal da Libertadores, em Porto Alegre, e empataram em um a um.

O placar, no entanto, não corresponde ao que aconteceu durante os 90 minutos. Fora de casa, o Mengão parecia jogar em seus domínios, mesmo sem o apoio da torcida. Se pudéssemos comparar com boxe, não seria exagero dizer que desde o começo a equipe carioca colocou o time gaúcho nas cordas, sem chance de defesa. Na primeira etapa, o Rubro Negro balançou a rede duas vezes, com Everton Ribeiro e Gabigol, mas o árbitro de vídeo interveio e anulou os dois gols, o primeiro por falta na jogada e o segundo por impedimento.

Na segunda etapa o cenário não mudou, e aos 23, Bruno Henrique subiu mais alto que a zaga gremista e tirou o grito de gol da garganta da Nação. Aos 34, Gabigol fez outro, mas de novo, impedido e anulado. A partida caminhava para a vitória do Mengão, mas Pepê, que entrou aos 36 minutos, tratou de marcar no fim da partida, após contra-ataque. Final, Grêmio um, Flamengo um. Para o jogo de volta, marcado para o dia 23 de outubro, no Maracanã, o time carioca tem a vantagem do empate sem gols. 

Já pelo Brasileirão, duas partidas atrasadas pela 21ª rodada também agitaram a noite desta quarta. A alegria maior foi dos visitantes. Na Arena Condá, o Corinthians bateu a Chapecoense por um a zero, gol de Danilo Avelar. A Chape segue na lanterna do campeonato, enquanto o Timão segue em quarto, mas empatou em número de pontos com o terceiro colocado Santos.

Em Minas Gerais, quem se deu bem foi o Vasco, que em uma virada emocionante, com direito a gol no fim da partida, derrotou o Atlético Mineiro por dois a um. O Gigante da Colina é o 13º colocado, o Galo está em 10º.

Reportagem, Raphael Costa