Menu

Mais de 1,5 milhão de preservativos serão oferecidos no carnaval 2019 em Fortaleza

Segundo o Fortaleza ficou em 17º no ranking das 27 capitais com mais taxas de casos de aids por 100 mil habitantes

Banners
Cerca de um milhão e 500 mil insumos vão estar à disposição dos foliões / Foto: Ministério da Saúde

A folia de carnaval já começou na maior parte do Brasil. E você que vai curtir as festas em Fortaleza e região, fique atento aos cuidados com a sua saúde. Usar camisinha é a forma mais simples de se proteger contra o HIV e outras doenças infecções sexualmente transmissíveis (IST) como a sífilis e o HPV.

De acordo com os últimos dados divulgados pelo Ministério da Saúde, Fortaleza ficou em 17º no ranking das 27 capitais brasileiras com maiores taxas de casos de aids por 100 mil habitantes. Quando todo o estado é levado em conta, só em 2018, foram registrados mais de 500 casos de pessoas que vivem com HIV. Foi o menor registro desde 2012, quando o Ceará diagnosticou mais de 370 casos de pessoas infectas pelo vírus. 

Segundo a prefeitura de Fortaleza, durante o período do carnaval, os agentes públicos de saúde vão promover a distribuição orientada de preservativo e gel lubrificante nos principais pontos de festa da cidade. Ao todo, cerca de um milhão e 500 mil insumos vão estar à disposição dos foliões. O objetivo é garantir a prevenção contra as Infecções Sexualmente Transmissíveis. O infectologista e professor universitário de Medicina, Érico Arruda, reforça a importância do uso do preservativo.

“Quase sempre com (uso do) álcool, a pessoa perde a capacidade de julgar o risco. Então, é preciso usar a camisinha, não importa a situação. Ter o preservativo consigo é importante no carnaval, e em qualquer época do ano”, afirma o infectologista.

As atividades de prevenção e conscientização promovidas pela Secretaria Municipal de Saúde já começaram nos seguintes locais: Aterro da Praia de Iracema, Benfica, Mercado dos Pinhões, Largo da Mocinha, Praça do Ferreira, Av. Domingos Olímpio e na Rodoviária João Tomé. Ao todo, mais de 300 agentes públicos estão envolvidos nas ações.

Em caso de dúvidas, procure a Unidade Básica de Saúde mais próxima. E neste carnaval, não se esqueça: escolha se proteger e curta a folia com segurança. O importante é não se descuidar. Pare, pense e use camisinha. Conheça todas as formas de prevenção em aids.gov.br. Ministério da Saúde. Governo Federal. Pátria Amada Brasil.

Agência do Rádio



Cadastre-se

LOC.: A folia de carnaval já começou na maior parte do Brasil. E você que vai curtir as festas em Fortaleza e região, fique atento aos cuidados com a sua saúde. Usar camisinha é a forma mais simples de se proteger contra o HIV e outras doenças infecções sexualmente transmissíveis (IST) como a sífilis e o HPV.

De acordo com os últimos dados divulgados pelo Ministério da Saúde, Fortaleza ficou em 17º no ranking das 27 capitais brasileiras com maiores taxas de casos de aids por 100 mil habitantes. Quando todo o estado é levado em conta, só em 2018, foram registrados mais de 500 casos de pessoas que vivem com HIV. Foi o menor registro desde 2012, quando o Ceará diagnosticou mais de 370 casos de pessoas infectas pelo vírus. 

Segundo a prefeitura de Fortaleza, durante o período do carnaval, os agentes públicos de saúde vão promover a distribuição orientada de preservativo e gel lubrificante nos principais pontos de festa da cidade. Ao todo, cerca de um milhão e 500 mil insumos vão estar à disposição dos foliões. O objetivo é garantir a prevenção contra as Infecções Sexualmente Transmissíveis. O infectologista e professor universitário de Medicina, Érico Arruda, reforça a importância do uso do preservativo.

TEC./SONORA: Érico Arruda, infectologista e professor universitário de Medicina no Ceará.

“Quase sempre com (uso do) álcool, a pessoa perde a capacidade de julgar o risco. Então, é preciso estar usando a camisinha, ter o preservativo consigo, mesmo que não haja a previsão de uma relação sexual. Porque, na maioria das vezes, elas vão ocorrer mesmo sem esse planejamento.”
 

LOC.: As atividades de prevenção e conscientização promovidas pela Secretaria Municipal de Saúde já começaram nos seguintes locais: Aterro da Praia de Iracema, Benfica, Mercado dos Pinhões, Largo da Mocinha, Praça do Ferreira, Av. Domingos Olímpio e na Rodoviária João Tomé. Ao todo, mais de 300 agentes públicos estão envolvidos nas ações.

Em caso de dúvidas, procure a Unidade Básica de Saúde mais próxima. E neste carnaval, não se esqueça: escolha se proteger e curta a folia com segurança. O importante é não se descuidar. Pare, pense e use camisinha. Conheça todas as formas de prevenção em aids.gov.br. Ministério da Saúde. Governo Federal. Pátria Amada Brasil.