Menu

Maracanã será utilizado como hospital de campanha para pacientes do coronavírus

A previsão é que o local esteja apto para receber a população em 15 dias

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Foto: Agência Brasil

O estádio do Maracanã será adaptado para receber pacientes do coronavírus. A previsão é que em até 15 dias o estádio seja adaptado como hospital de campanha para atender pessoas infectadas com o Covid-19. 

Em entrevista na manhã desta quinta-feira (26), o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, confirmou a informação e disse que o objetivo é aumentar a capacidade de atendimento. 

Além do Maracanã, outros estádios de futebol serão utilizados como hospital de campanha no atendimento de pessoas infectadas com o coronavírus no país. O Pacaembu, em São Paulo, o Presidente Vargas, em Fortaleza, e o Mané Garrincha, em Brasília, também serão utilizados para dar apoio a outras unidades de saúde nos estados.

Os hospitais de campanha são unidades provisórias que possuem equipamentos, médicos e outros profissionais de saúde para atender apenas casos específicos de pacientes que tiveram a saúde afetada por alguma situação ou doença, nesse caso, o coronavírus.
 

Paulo Henrique

Formado em Jornalismo e com Pós-Graduação em Gestão da Comunicação nas Organizações, possui experiência em redações e assessorias, atuou como estagiário na Secretaria de Saúde do Distrito Federal, no Portal R7 e na ASCOM da Câmara dos Deputados. Depois de formado, foi Assessor de Comunicação do Instituto de Migrações e Direitos Humanos e atualmente é repórter na Agência do Rádio.


Cadastre-se

LOC.: O estádio do Maracanã será adaptado para receber pacientes do coronavírus. A previsão é que em até 15 dias o estádio seja adaptado como hospital de campanha para atender pessoas infectadas com o Covid-19. 

Em entrevista na manhã desta quinta-feira (26), o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, confirmou a informação e disse que o objetivo é aumentar a capacidade de atendimento. 

Além do Maracanã, outros estádios de futebol serão utilizados como hospital de campanha no atendimento de pessoas infectadas com o coronavírus no país. O Pacaembu, em São Paulo, o Presidente Vargas, em Fortaleza, e o Mané Garrincha, em Brasília, também serão utilizados para dar apoio a outras unidades de saúde nos estados.

Os hospitais de campanha são unidades provisórias que possuem equipamentos, médicos e outros profissionais de saúde para atender apenas casos específicos de pacientes que tiveram a saúde afetada por alguma situação ou doença, nesse caso, o coronavírus.

Reportagem, Paulo Henrique Gomes