Menu

MINUTO DA SAÚDE: Ministério da Saúde convoca população para combate ao mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya

Número de casos de dengue aumentou quase 600%, em comparação com o ano passado, segundo o Ministério da Saúde.

Banners
Ministério da Saúde

O número de casos de dengue aumentou quase 600%, em comparação com o ano passado, segundo o Ministério da Saúde. Quanto aos casos de chikungunya e de zika, o crescimento foi de 44% e 47%, respectivamente. Por isso, o ministério quer conscientizar as pessoas sobre a importância de fiscalizar e eliminar possíveis criadouros do mosquito transmissor dessas doenças, o Aedes aegypti. O secretário de Vigilância em Saúde do ministério, Wanderson Kleber, convoca toda a população para acabar com o mosquito.

“Estamos com a oportunidade de eliminar os criadouros dos domicílios como os pratos de vasinhos de planta, garrafas vazias e outros resíduos, tirando 10 minutos da sua rotina, ao chegar em casa do trabalho ou durantes os fins de semana. Em todo pequeno local, o mosquito tem capacidade de botar os ovos e ser um criadouro", afirma. 

E você? Já combateu o mosquito hoje? Elimine focos de água parada todos os dias. Aqui vão algumas recomendações do Ministério da Saúde para a limpeza dos reservatórios de água. É importante mantê-los tampados. A limpeza deve ser periódica, com água, bucha e sabão. Ao acabar a água do reservatório, é necessário fazer uma nova lavagem nos recipientes e guardá-los de cabeça para baixo. Segundo o ministério, esse cuidado é essencial porque os ovos do mosquito podem viver mais de um ano no ambiente seco.

Dengue, chikungunya e zika podem matar. Caso queira denunciar focos do mosquito, procure a prefeitura da sua cidade. Para mais informações, acesse: saude.gov.br/combateaedes.
 

Agência do Rádio



Cadastre-se

LOC.: O número de casos de dengue aumentou quase 600%, em comparação com o ano passado, segundo o Ministério da Saúde. Quanto aos casos de chikungunya e de zika, o crescimento foi de 44% e 47%, respectivamente. Por isso, o ministério quer conscientizar as pessoas sobre a importância de fiscalizar e eliminar possíveis criadouros do mosquito transmissor dessas doenças, o Aedes aegypti. O secretário de Vigilância em Saúde do ministério, Wanderson Kleber, convoca toda a população para acabar com o mosquito.

TEC. SONORA: Wanderson Kleber, secretário de vigilância em saúde

“Estamos com a oportunidade de eliminar os criadouros dos domicílios como os pratos de vasinhos de planta, tirando 10 minutos da sua rotina, ao chegar em casa do trabalho ou durantes os fins de semana. Em todo pequeno local, o mosquito tem capacidade de botar os ovos e ser um criadouro.”
 

LOC.: E você? Já combateu o mosquito hoje? Elimine focos de água parada todos os dias. Aqui vão algumas recomendações do Ministério da Saúde para a limpeza dos reservatórios de água. É importante mantê-los tampados. A limpeza deve ser periódica, com água, bucha e sabão. Ao acabar a água do reservatório, é necessário fazer uma nova lavagem nos recipientes e guardá-los de cabeça para baixo. Segundo o ministério, esse cuidado é essencial porque os ovos do mosquito podem viver mais de um ano no ambiente seco.


Dengue, chikungunya e zika podem matar. Caso queira denunciar focos do mosquito, procure a prefeitura da sua cidade. Para mais informações, acesse: saude.gov.br/combateaedes.