Menu

Moro autoriza Força Nacional para combater criminalidade em Belém (PA)

Os agentes irão atuar na capital paraense por 90 dias. Prazo pode ser prorrogado

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Foto: Agência Brasil

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, autorizou a ida da Força Nacional para Belém, no Pará. A medida atende ao pedido do governador, Helder Barbalho, feito há mais de dois meses.

Publicada nesta quinta-feira (7), em portaria no Diário Oficial da União, a decisão autoriza a atuação da força no combate à criminalidade na região metropolitana da capital paraense.

As tropas vão ser direcionadas para seis regiões que concentram os maiores índices de violência. A princípio, os agentes irão permanecer no estado por 90 dias, mas o período pode ser prorrogado, caso haja necessidade.

A Força Nacional vai atuar no policiamento ostensivo, polícia judiciária e perícia forense, e também nas atividades e nos serviços essenciais voltados para a preservação da ordem pública e segurança das pessoas e do patrimônio.

Um dia após tomar posse,Hélder Barbalho solicitou apoio de 500 agentes. O governador apresentou índices de criminalidade no estado para justificar a solicitação.

No dia 5 de fevereiro, o coronel Antônio de Oliveira e diretor da Força Nacional, informou que os homens seriam enviados para Belém na primeira quinzena de março. Na data, Oliveira afirmou ainda que o contingente será de 200 agentes no início, mas pode chegar a 500.

Paulo Henrique

Formado em Jornalismo e com Pós-Graduação em Gestão da Comunicação nas Organizações, possui experiência em redações e assessorias, atuou como estagiário na Secretaria de Saúde do Distrito Federal, no Portal R7 e na ASCOM da Câmara dos Deputados. Depois de formado, foi Assessor de Comunicação do Instituto de Migrações e Direitos Humanos e atualmente é repórter na Agência do Rádio.


Cadastre-se

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, autorizou a ida da Força Nacional para Belém, no Pará. A medida atende ao pedido do governador, Helder Barbalho, feito há mais de dois meses.

Publicada nesta quinta-feira (7), em portaria no Diário Oficial da União, a decisão autoriza a atuação da força no combate à criminalidade na região metropolitana da capital paraense.

As tropas vão ser direcionadas para seis regiões que concentram os maiores índices de violência. A princípio, os agentes irão permanecer no estado por 90 dias, mas o período pode ser prorrogado, caso haja necessidade.

A Força Nacional vai atuar no policiamento ostensivo, polícia judiciária e perícia forense, e também nas atividades e nos serviços essenciais voltados para a preservação da ordem pública e segurança das pessoas e do patrimônio.

Um dia após tomar posse,Hélder Barbalho solicitou apoio de 500 agentes. O governador apresentou índices de criminalidade no estado para justificar a solicitação.

No dia 5 de fevereiro, o coronel Antônio de Oliveira e diretor da Força Nacional, informou que os homens seriam enviados para Belém na primeira quinzena de março. Na data, Oliveira afirmou ainda que o contingente será de 200 agentes no início, mas pode chegar a 500.

Reportagem, Paulo Henrique Gomes