Menu

Mulheres recebem 20,5% a menos que homens, afirma IBGE

Levantamento também aponta que avanço da idade diminui salário das mulheres

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Créditos: Wilson Dias - Agência Brasil

O rendimento médio de uma mulher ocupada, com idade entre 25 e 49 anos, é 20,5% inferior ao do recebido por um homem. É o que aponta um levantamento feito pelo IBGE e divulgado nesta sexta (8), data em que se celebra o Dia Internacional da Mulher. Enquanto os salários das mulheres chegam a R$2.050, o salário médio recebido por homens na mesma faixa etária é de R$ 2.579.

Em uma análise de salário por hora, o valor médio por mulher é de R$ 13, enquanto os homens recebem R$ 14,20. Apesar do resultado ainda desigual, o índice já traz uma melhora com relação aos números apresentados na edição anterior. Na época, o rendimento médio de uma mulher ocupada correspondia a 78,3% do montante recebido por homens.

A pesquisa ainda revela que, com o avanço das idades, cresce a diferença. Em 2018, as mulheres com idades entre 25 e 29 anos recebiam cerca de 86,9% do total do salário de um homem. Na análise entre o grupo dos 40 aos 49 anos, o montante cai para 74,9%. A justificativa, segundo o instituto, está na redução média da jornada de trabalho.

Entre as categorias de trabalho, a participação das mulheres nos afazeres domésticos ainda é dominante, com 95%. Professoras de ensino médio vêm na sequência, seguido de trabalhadoras de interior de edifícios, escritórios, hotéis e outros estabelecimentos.
 

Raphael Costa

O repórter Raphael Costa formou-se em 2015 no Centro Universitário de Brasília (CEUB), mas deu início à sua carreira anteriormente. Originalmente paulista, começou em um programa de Rádio e TV local, até se mudar para Brasília. Com cerca de três anos de casa, é a voz que noticia esportes, agricultura e economia.


Cadastre-se

O rendimento médio de uma mulher ocupada, com idade entre 25 e 49 anos, é 20,5% inferior ao do recebido por um homem. É o que aponta um levantamento feito pelo IBGE e divulgado nesta sexta (8), data em que se celebra o Dia Internacional da Mulher. Enquanto os salários das mulheres chegam a R$2.050, o salário médio recebido por homens na mesma faixa etária é de R$ 2.579.

Em uma análise de salário por hora, o valor médio por mulher é de R$ 13, enquanto os homens recebem R$ 14,20. Apesar do resultado ainda desigual, o índice já traz uma melhora com relação aos números apresentados na edição anterior. Na época, o rendimento médio de uma mulher ocupada correspondia a 78,3% do montante recebido por homens.

A pesquisa ainda revela que, com o avanço das idades, cresce a diferença. Em 2018, as mulheres com idades entre 25 e 29 anos recebiam cerca de 86,9% do total do salário de um homem. Na análise entre o grupo dos 40 aos 49 anos, o montante cai para 74,9%. A justificativa, segundo o instituto, está na redução média da jornada de trabalho.

Entre as categorias de trabalho, a participação das mulheres nos afazeres domésticos ainda é dominante, com 95%. Professoras de ensino médio vêm na sequência, seguido de trabalhadoras de interior de edifícios, escritórios, hotéis e outros estabelecimentos.

Reportagem, Raphael Costa