Menu

OCDE volta a reduzir a previsão do PIB brasileiro em 2019

Entidade também corrigiu a estimativa do crescimento mundial, que projeta ser de 3,3% neste ano

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners

A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico, a OCDE, voltou a reduzir a previsão de crescimento da economia brasileira para 2019. Nesta quarta-feira (6), a entidade divulgou a estimativa que o Brasil vai crescer 1,9%  neste ano, ao invés dos 2,1 % projetados em novembro do ano passado.


A projeção da OCDE está abaixo da prevista pelo mercado brasileiro. Segundo o último relatório Focus, do Banco Central, a média esperada pelos economistas de mais de 100 instituições financeiras é do aumento de 2,48% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2019.


A OCDE também reduziu a estimativa do crescimento da economia mundial em 2019. A organização internacional estima aumento global de 3,3%, em consequência das tensões comerciais e da incerteza política. 


 


 

Mariana Fraga



Conteúdos relacionados

Cadastre-se

A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico, a OCDE, voltou a reduzir a previsão de crescimento da economia brasileira para 2019. Nesta quarta-feira (6), a entidade divulgou a estimativa que o Brasil vai crescer 1,9%  neste ano, ao invés dos 2,1 % projetados em novembro do ano passado.


A projeção da OCDE está abaixo da prevista pelo mercado brasileiro. Segundo o último relatório Focus, do Banco Central, a média esperada pelos economistas de mais de 100 instituições financeiras é do aumento de 2,48% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2019.


A OCDE também reduziu a estimativa do crescimento da economia mundial em 2019. A organização internacional estima aumento global de 3,3%, em consequência das tensões comerciais e da incerteza política. 


Reportagem, Mariana Fraga