Menu

ÓLEO NO LITORAL BRASILEIRO: cerca de 5 mil toneladas de resíduos foram recolhidas

Atualmente, mais de 10 mil militares da Marinha, do Exército e da Força Aérea, além de 5 mil servidores e funcionários do IBAMA, ICMBIO, Defesa Civil e Petrobras, vêm atuando na limpeza das praias

  • Repórter
  • Data de publicação:
Banners
Foto: Ibama

Cerca de 5 mil toneladas de resíduos de óleo já foram recolhidas do litoral brasileiro, segundo o Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA), formado por Marinha, Agência Nacional de Petróleo (ANP) e Ibama.

Desde o primeiro registro da presença do material, no dia 02 de setembro, no litoral nordestino, órgãos das esferas Federal, estadual e municipal, universidades e empresas, além da presença de voluntários, atuam no combate direto aos danos causados.

De acordo com um balanço feito nesta sexta-feira (29), atualmente, mais de 10 mil militares da Marinha, do Exército e da Força Aérea, além de 5 mil servidores e funcionários do IBAMA, ICMBIO, Defesa Civil e Petrobras, vêm atuando na limpeza das praias, mangues e estuários, no monitoramento e no apoio à destinação dos resíduos oleosos. Além disso, a operação conta com 37 navios e 22 aeronaves.


 

Cintia Moreira

Em uma de suas experiências profissionais ganhou um prêmio jornalístico e jura que não tem pautas de preferência. Sua única preferência é que tenham pautas.


Conteúdos relacionados

Cadastre-se

LOC.: Cerca de 5 mil toneladas de resíduos de óleo já foram recolhidas do litoral brasileiro, segundo o Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA), formado pela Marinha, Agência Nacional de Petróleo (ANP) e Ibama.

Desde o primeiro registro da presença do material, no dia 02 de setembro, no litoral nordestino, órgãos das esferas Federal, estadual e municipal, universidades e empresas, além da presença de voluntários, atuam no combate direto aos danos causados.

De acordo com um balanço feito nesta sexta-feira (29), atualmente, mais de 10 mil militares da Marinha, do Exército e da Força Aérea, além de 5 mil servidores e funcionários do IBAMA, ICMBIO, Defesa Civil e Petrobras, vêm atuando na limpeza das praias, mangues e estuários, no monitoramento e no apoio à destinação dos resíduos oleosos. Além disso, a operação conta com 37 navios e 22 aeronaves.

Reportagem, Cintia Moreira