Menu

Palmeiras, Grêmio e Galo entram em campo pela Liberta nesta terça (12)

Verdão e Tricolor Gaúcho jogam em casa e buscam a liderança de seus respectivos grupos

  • Repórter Raphael Costa
  • Data de publicação: 12 de Março de 2019, 09:49h
Banners
Créditos: Cesar Greco

Dia importante na caminhada de três equipes brasileiras em busca do título mais desejado do continente: o da Copa Libertadores da América.

Pela segunda rodada da fase de grupos, contando com o apoio da torcida, o Palmeiras encara o Melgar, do Peru. O Verdão busca a segunda vitória no torneio, já que bateu, na estreia, o Junior Barranquilla, fora de casa, por dois a zero. A missão agora é somar mais três pontos e se manter na liderança do grupo F.

Outro time que vai jogar em casa é o Grêmio. O Imortal tem compromisso na Arena contra o Libertad, do Paraguai. Na estreia, o time gaúcho ficou no empate e agora quer vencer a qualquer custo para assumir a primeira posição de seu grupo, que agora pertence justamente à equipe paraguaia.

Fechando os compromissos dos brasileiros no torneio, o Atlético Mineiro tem um osso duro de roer e viaja até o Uruguai para enfrentar o Nacional. A estreia do Galo deixou o torcedor ressabiado com o time, após derrota em casa para o Cerro Porteño por um a zero. Agora, a missão é bater um adversário tricampeão da América e recuperar o prejuízo.

O Palmeiras entra em campo às sete e quinze da noite, já Galo e Grêmio entram em campo às nove e meia, horário de Brasília.
Teve bola rolando nesta segunda-feira, com time e torcida respirando aliviados. Pelo Carioca, o Fogão jogou contra o Madureira no Engenhão e não teve vida fácil.

Aos 11 da primeira etapa, viu o time visitante abrir o placar com gol contra de Marcinho. Kieza teve algumas chances para o Bota, mas não conseguiu superar a defesa do Madureira na primeira etapa. Após o intervalo, o lateral Johnathan marcou e deixou tudo igual no placar. A redenção veio na reta final, faltando pouco para o fim da partida. O atacante Kieza deixou o dele após cruzamento de Marcinho. Final, Botafogo dois, Madureira um. O próximo jogo do Fogão será o clássico contra o embalado Fluminense, no Maracanã.
 


Comente...

Cadastre-se

Dia importante na caminhada de três equipes brasileiras em busca do título mais desejado do continente: o da Copa Libertadores da América.
Pela segunda rodada da fase de grupos, contando com o apoio da torcida, o Palmeiras encara o Melgar, do Peru. O Verdão busca a segunda vitória no torneio, já que bateu, na estreia, o Junior Barranquilla, fora de casa, por dois a zero. A missão agora é somar mais três pontos e se manter na liderança do grupo F.

Outro time que vai jogar em casa é o Grêmio. O Imortal tem compromisso na Arena contra o Libertad, do Paraguai. Na estreia, o time gaúcho ficou no empate e agora quer vencer a qualquer custo para assumir a primeira posição de seu grupo, que agora pertence justamente à equipe paraguaia.

Fechando os compromissos dos brasileiros no torneio, o Atlético Mineiro tem um osso duro de roer e viaja até o Uruguai para enfrentar o Nacional. A estreia do Galo deixou o torcedor ressabiado com o time, após derrota em casa para o Cerro Porteño por um a zero. Agora, a missão é bater um adversário tricampeão da América e recuperar o prejuízo.

O Palmeiras entra em campo às sete e quinze da noite, já Galo e Grêmio entram em campo às nove e meia, horário de Brasília.
Teve bola rolando nesta segunda-feira, com time e torcida respirando aliviados. Pelo Carioca, o Fogão jogou contra o Madureira no Engenhão e não teve vida fácil.

Aos 11 da primeira etapa, viu o time visitante abrir o placar com gol contra de Marcinho. Kieza teve algumas chances para o Bota, mas não conseguiu superar a defesa do Madureira na primeira etapa. Após o intervalo, o lateral Johnathan marcou e deixou tudo igual no placar. A redenção veio na reta final, faltando pouco para o fim da partida. O atacante Kieza deixou o dele após cruzamento de Marcinho. Final, Botafogo dois, Madureira um. O próximo jogo do Fogão será o clássico contra o embalado Fluminense, no Maracanã.

Reportagem, Raphael Costa