Menu

Para aprovar reforma administrativa, Bolsonaro admite recriar ministério das Cidades

A ideia teria partido de parlamentares e dos presidentes da Câmara e Senado

Banners
Marcello Casal Jr

O presidente Jair Bolsonaro admitiu nesta terça-feira (7) a possibilidade de que sejam recriados ministérios em seu governo. De acordo com o próprio presidente, a ideia, à princípio, de se recriar o ministério das Cidades partiu dos chefes das duas Casas do Congresso e de outros parlamentares.

“Houve hoje uma conversa com o presidente da Câmara, do Senado, entre outros, e eles manifestaram a intenção de recriar o ministério das Cidades. Eles vieram de forma bastante objetiva tratar disso comigo. Eu não criei dificuldades em relação a isso. Apenas que o futuro ministro, caso seja criado esse ministério, venha da indicação da frente parlamentar dos municípios, das cidades", afirmou.

O governo tem encontrado dificuldades para votar e aprovar a Medida Provisória da Reforma Administrativa na Comissão Especial do Congresso que debate o assunto. A permanência do Conselho de Controle de Atividades Financeiras, o Coaf, no Ministério da Justiça, tem gerado controvérsia entre os parlamentares. Para alguns congressistas, a manutenção do órgão na Justiça geraria uma concentração de poder muito grande nas mãos de Sergio Moro. O governo, porém, não quer abrir mão deste ponto e, por isso, negocia outros trechos da reforma administrativa.

João Paulo Machado

João Paulo é graduado pelo Centro Universitário de Brasília (UniCEUB) e iniciou sua carreira estagiando na área de reportagem da Rádio Nacional (EBC). Na Agência do Rádio atuou na cobertura de eventos importantes como os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. No mesmo período, desenvolveu trabalho em parceria com o Ministério do Esporte redigindo reportagens para o portal Brasil2016.gov.br, além de colaborações para redes sociais.Atualmente, cobre os acontecimentos da Praça dos Três Poderes para a Agência do Rádio.


Conteúdos relacionados

Cadastre-se

O presidente Jair Bolsonaro admitiu nesta terça-feira (7) a possibilidade de que sejam recriados ministérios em seu governo. De acordo com o próprio presidente, a ideia, à princípio, de se recriar o ministério das Cidades partiu dos chefes das duas Casas do Congresso e de outros parlamentares.

“A nossa Medida Provisória que trata da reestruturação de cargos está no Congresso Nacional. E houve hoje uma conversa com o presidente da Câmara, do Senado, entre outros, e eles manifestaram a intenção de recriar o ministério das Cidades. Eles vieram de forma bastante objetiva tratar disso comigo. Eu não criei dificuldades em relação a isso. Apenas que o futuro ministro, caso seja criado esse ministério, venha da indicação da frente parlamentar dos municípios, das cidades.”

O governo tem encontrado dificuldades para votar e aprovar a Medida Provisória da Reforma Administrativa na Comissão Especial do Congresso que debate o assunto. A permanência do Conselho de Controle de Atividades Financeiras, o Coaf, no Ministério da Justiça, tem gerado controvérsia entre os parlamentares. Para alguns congressistas, a manutenção do órgão na Justiça geraria uma concentração de poder muito grande nas mãos de Sergio Moro. O governo, porém, não quer abrir mão deste ponto e, por isso, negocia outros trechos da reforma administrativa.

Reportagem, João Paulo Machado